Início Notícias Renault renova Mégane com novidade Plug-In

Renault renova Mégane com novidade Plug-In

Renault renova Mégane com novidade Plug-In
0
0

“Mais tecnológico, ecológico…e desportivo!” 

O Renault Mégane prepara-se para receber a sua atualização de meio-ciclo, com atualizações no interior e exterior, assim como novas versões e uma inédita versão hibrida plug-in.

É o novo Mégane E-Tech, a versão que mais importa neste Mégane, já que chega ao segmento C, depois da Renault apresentar a mesma “receita” nos modelos Clio e Captur, que lutam no segmento abaixo. Para isso usar um motor 1.6 litros, juntamente com uma bateria de 9,8kWh, que lhe permite uma autonomia de 50km (ou 65km em ambiente urbano) sem emissões de escape.

Quando a carga acaba, o Renault Mégane E-TECH continua sempre a usar o motor elétrico no arranque, como um automóvel hibrido normal. Primeiro chegará na carrinha Sport Tourer, e pouco depois na berlina. A potência combinada é de 160cv.

Para além dessa versão, toda a gama recebe pequenos ajustes estéticos, que só os mais atentos conseguem ver. Trata-se de mudanças nos grupos óticos, tanto dianteiros como traseiros com novos elementos LED, assim como novos para-choques.

No interior, as diferenças são maiores. O ecrã central conta agora com a mesma tecnologia empregue no Clio e Captur, com o novo Easy Link de 9,3’’, assim como passa a contar com um novo painel de instrumentos digital, de maiores dimensões de 10,2’’. De notar ainda que os comandos de climatização passam a ser independentes, algo que não acontecia totalmente no modelo pré-restyling.

Os sistemas de ajuda à condução também sofreram melhorias, com a adoção do Sistema de Assistência em Trânsito e Autoestrada, uma tecnologia de condução autónoma de nível 2

As diferenças também chegam aos Renault Sport:

O Mégane R.S. passa a contar com apenas um nível de potencia, deixando “cair” a versão de 280cv. O motor, que tambem está presente no Alpine A110 desenvolve 300cv e um binário que aumenta para os 420Nm (com transmissão EDC) e 400Nm com transmissão manual.

Independentemente das alterações, a versão Trophy permanece na gama, e distingue-se pelo chassis Cup exclusivo, assim como um diferencial mecânico Torsen® com autoblocante, os amortecedores e as molas de suspensão, têm a rigidez uma rigidez mais elevada, enquanto a barra estabilizadora tem uma taragem incrementada em 10%.

Ainda com o prefixo R.S., o R.S Line é o novo nível desportivo que “atravessa” toda a gama, substituindo a anterior versão GT Line. O renovado Renault Mégane chega no versão de 2020, com os preços a ainda não serem conhecidos.

Rodrigo Hernandez Fundador e Director Editorial, criou o MotorO2 em 2012 devido a uma tremenda vontade de escrever acerca da sua grande paixão: os automóveis! Paixão essa que existe mesmo antes de falar, já que a sua primeira palavra foi a de uma conhecida marca de automóveis. Sim, a sério!