Início Notícias Apresentação – Conhece a quarta geração do SEAT Leon

Apresentação – Conhece a quarta geração do SEAT Leon

Apresentação – Conhece a quarta geração do SEAT Leon
0
0

“Leon, o quarto”

28 de Janeiro, foi o dia escolhido pela SEAT para a apresentação da quarta geração do bem-sucedido Leon, com um look totalmente novo, o modelo pretende acompanhar (e vencer) as principais referências do segmento C. E para isso investiu muito…

Foi em Martorell, literalmente no “berço” do novo SEAT Leon, que a marca apresentou as variante Hatchback e Sportstourer do pequeno familiar, deixando de parte, como já era sabida, a versão SC (três portas) devido à baixa procura na anterior geração, mesmo tendo sido dono de linhas muito elegantes. Sim, a carrinha agora é Sportstourer, deixou de ser ST…

“Estilo cá fora e lá dentro…”

Mas a elegância foi a outro nível nesta nova geração, isso, bem como a sua agressividade, já que este novo modelo é muito inspirado pelo concept que a Cupra apresentou o ano passado, o Formentor. A dianteira é agora mais longa e mergulhante, com uma grelha também em linha com a usada no Tarraco (e que deverá aparecer na restante gama). Os farois rasgados são um espelho do resto da carroçaria, que não evita vincos e superfícies mais dramáticas. Na traseira, o destaque vai para o farolim, se assim podemos chamar, já que numa unica peça percorre toda a “5ª porta” desta proposta espanhola. Cá atrás, um outro detalhe, o lettering usado, que deverá também trespassar para toda a gama, já tendo sido visto no Tarraco FR PHEV.

Antes de passar para o interior, convém falar das suas dimensões. O Leon está maior (86mm) e mais estreito (16mm), enquanto está mais baixo (3mm). Já a “carrinha”, está bem bem maior com 93mm aumentados ao seu comprimento, com mais de metade (50mm) a terem sido ganhos na distância entre-eixos, que ambas as variantes partilham da mesma dimensão: 2,68m.



Passando para o habitáculo, o salto é tremendo.

A SEAT descreve o seu novo Leon como o “primeiro automóvel totalmente conectado”, para isso o novo Leon conta com um painel de instrumentos 100% digital com 10,25”, assim como um ecrã central revisto que pode ir dos 8,25” às 10” polegadas, que também conta com comandos por voz, ou gestos. Existe ainda uma faixa LED que atravessa todo o ‘cockpit’, e que pode ser personalizada ao gosto dos passageiros.

No habitáculo, para além de um tablier bem desenhado e com mais algum “salero” que os seus irmãos de turma, também é visível o uso de menos botões físicos, numa qualidade a bordo que promete ser bem melhor que a geração que agora se despede. Mas isso, iremos descobrir depois, no nosso primeiro contacto.



Quanto ao espaço, o Leon “cinco portas” conta com uma bagageira que não sofreu alterações, mantendo os 380L, tendo a carrinha aumentado 30L na sua capacidade, apresentando agora uns 617L. Não é referência, mas por pouco…

“E motores?”

Quanto a motores, a gama Leon começará logo com boa forma. Para começar, o 1.0 TSI está na base da gama, com 90 ou 110cv (potências que ainda terão de ser confirmadas no nosso mercado). Ainda nas variantes a gasolina, existem mais dois motores, o 1.5 TSI com 130 ou 150cv, assim como o 2.0 TSI de 190cv, e disponível apenas com transmissão DSG de dupla embraiagem.

Tanto o 1.0 TSI de 110cv, como o 1.5 TSI de 150 contarão com tecnologia mild-hybrid, para uma redução das emissões e consequente poupança no consumo de combustível, mas apenas com transmissão DSG.

Quanto ao diesel, apenas foi apresentado o 2.0 TDI, com uma potência que varia entre os 115 e os 150cv, com a versão menos potente a ser apenas manual, e a mais potente, na Sportstourer a poder contar com tracção integral.

Em alguns mercados, o Leon também irá contar (como na geração atual) com um motor TGI, que se não conheces é a gás natural, e que já testámos no Ibiza, clica para leres o ensaio.

A grande novidade vai para o eHybrid, uma versão plug-in com 204cv de potência combinada, e que graças a uma bateria de 13kWh permite ao Leon fazer 60km sem gastar uma gota de gasolina. Usa por base o motor 1.4 TSI, e uma DSG de seis relações.



“Quando é que falará português?”

O modelo espanhol não vai demorar muito a chegar até nós. Será já em Genebra a sua apresentação ao público, na primeira semana de Março, sendo prevista a sua chegada aos concessionários já no segundo trimestre deste ano. Primeiro o Hatchback em Abril, e a carrinha pouco tempo depois. Quanto a preços, ainda nada se sabe de nada, mas não faltará muito, já que a marca está ansiosa por demonstrar onde investiu 1,1 biliões de euros no desenvolvimento deste modelo…

Rodrigo Hernandez Fundador e Director Editorial, criou o MotorO2 em 2012 devido a uma tremenda vontade de escrever acerca da sua grande paixão: os automóveis! Paixão essa que existe mesmo antes de falar, já que a sua primeira palavra foi a de uma conhecida marca de automóveis. Sim, a sério!