Início Notícias Born, é o primeiro Cupra 100% elétrico

Born, é o primeiro Cupra 100% elétrico

Born, é o primeiro Cupra 100% elétrico
0
0

“The future is Born!”

 

Este é o Born, Cupra Born. O primeiro elétrico da marca espanhola prepara-se para chegar, tendo como base a plataforma MEB, a mesma usada pelo Volkswagen ID.3. Mas este Born é diferente do seu primo alemão.

 

Para começar, o seu desenho (tal como o ID.3) segue a filosofia dada pela marca jovem, que era até há pouco tempo baseada apenas em modelos da SEAT. Por isso, o Born conta com um desenho mais emocional e desportivo, com muitos elementos em cobre (ou bronze) que lhe conferem uma imagem mais Cupra. As jantes podem ir das 18 às 20 polegadas, enquanto as cores exteriores são seis, também semelhantes às usadas pelo Leon, Ateca ou Formentor, este último que era até agora o único modelo exclusivo da marca.

Quanto a dimensões, a única diferença do Born é que 60mm mais comprido que o ID.3.

No interior também opção por dotar este Cupra mais perto do resto da gama, com um ambiente idêntico ao dos seus “irmãos”. Mas o Cupra Born conta ainda com detalhes, como é o caso das Bacquets forradas a material reciclado, tirado do fundo do mar, graças a uma parceria com a Seaqual. Quanto a diferenças técnicas, este Cupra conta com uma afinação especifica para a direção (tornando-a mais desportiva) assim como um sistema ESC que é mais permissivo quando se circula em modo Sport. De resto, todos os sistemas de segurança ativa permanecem.

Vamos a opções.

Para entrada de gama, a versão base conta com 150cv e 310Nm de binário, que é alimentada por uma bateria de 45kWh. Segundo a Cupra faz 340km em ciclo WLTP. Passando para a versão intermédia, a potência ascende aos 204cv e 310Nm de binário, com a bateria a ser ligeiramente maior, com 58kWh. Neste modo conseguimos atingir até 420km com uma carga, baixando a aceleração dos 0 aos 100km/h para os 7,3s.

Agora o “verdadeiro elétrico da Cupra” está na versão de 231cv, que consegue uma aceleração até aos 100km/h em 6,6s. A bateria é ainda maior, com 77kWh que consegue uma autonomia mais “relaxada” graças aos 540km. Todos os modelos contam com tração traseira e são capazes de carregamento rápidos.

 

 

Rodrigo Hernandez Fundador e Director Editorial, criou o MotorO2 em 2012 devido a uma tremenda vontade de escrever acerca da sua grande paixão: os automóveis! Paixão essa que existe mesmo antes de falar, já que a sua primeira palavra foi a de uma conhecida marca de automóveis. Sim, a sério!