Início Notícias O que importa saber sobre o novo Mercedes-Benz Classe C!

O que importa saber sobre o novo Mercedes-Benz Classe C!

O que importa saber sobre o novo Mercedes-Benz Classe C!
0
0

“Lição estudada”

 

Aqui está ela, a nova geração do Mercedes-Benz Classe C, uma evolução que o torna numa espécie de “Mini-Classe S” para uma maior fatia de clientes. Preparem-se para ficar impressionados com o interior!

 

O Classe C continua a ser um dos modelos mais vendidos da marca de Estugarda, com a sua ultima geração, lançada em 2014, a vender maid de 2,5 milhões de unidades em todo o mundo. O mercado chinês ajudou muito a isso.

Portanto, é lógico que a marca não tenha revolucionado o Classe C, optando antes por modernizar e aproximar a outras propostas da gama. Os faróis estão mais rasgados, com uma maior diferenciação entre as versões clássicas e desportivas. A dianteira está também mais baixa, com a traseira a contar com farolins idênticos ao do Classe S.

Mas até no interior o C é um S. Ou seja, inspirou-se muito na tecnologia empregue pelo modelo de topo da marca alemã, com o seu tablier a ser composto maioritariamente por um enorme ecrã central que pode chegar até às 11,9 polegadas. O painel de instrumentos, como já é habitual, também é 100% digital, com dois tamanhos disponíveis. Destaque ainda para a sensação de espaço, face à anterior geração e à ampla faixa decorativa que percorre o tablier.

Segundo a Mercedes, o espaço a bordo foi melhorado, graças a uma distância entre eixos que aumentou 25mm, que por isso melhora o espaço para as pernas. A bagageira não muda rigorosamente nada, contando com 455L de capacidade, o que não é um valor referencial, nem na média, para este segmento. Já a Station aumentou 30L de capacidade.

Debaixo do capot apenas motores eletrificados.

A gasolina teremos o 1.5L que equipa as versões C180 (170cv) e C200 (204cv), com o motor 2.0L a estar disponível no C300 que já debita uns bastante aceitáveis 258cv. Todos estes motores têm sistema de hibridização de 48v. No que toca aos motores a gasóleo, o Classe C vai contar com bloco 2.0 L de cilindrada, com potências que variam entre os 163cv do C200d até aos 265cv do C300d. A versão C220d, uma das preferidas dos portugueses conta com 200cv de potência.

Depois do lançamento, a marca irá lançar uma versão Plug-In do Classe C que se estima, graças à sua generosa bateria de 24,5kWh, ser capaz de fazer 100km em modo zero emissões, sem perder a performance graças aos 313cv.

Outro fator que veio do Classe S é o sistema de direcção das rodas traseiras, para além da suspensão adaptativa. O modelo conta com variados sistemas de segurança ativa e passiva como já estamos habituados.

O sistema MBUX agora tem duas novidades, com possibilidade de conectar com a nossa própria habitação, podendo por exemplo regular a temperatura ou desligar ou ligar uma luz em casa. O sistema conta também com atualização over-the-air.

O modelo chega aos concessionários no Verão.

 

Rodrigo Hernandez Fundador e Director Editorial, criou o MotorO2 em 2012 devido a uma tremenda vontade de escrever acerca da sua grande paixão: os automóveis! Paixão essa que existe mesmo antes de falar, já que a sua primeira palavra foi a de uma conhecida marca de automóveis. Sim, a sério!