Início Ensaios Peugeot 308 SW Style 1.5 BlueHDi EAT8

Peugeot 308 SW Style 1.5 BlueHDi EAT8

Peugeot 308 SW Style 1.5 BlueHDi EAT8
0
0

“Revolução Interna”

Os restyling dos modelos são cada vez mais tomados em conta pelos clientes, mas nem todos são iguais. Se muitas marcas, por vezes, optam por grandes ‘makeovers’, outras apenas retocam alguns detalhes. É o caso do Peugeot 308, em que a sua “revisão de meia-idade” se revê essencialmente “sob a pele”, o que torna esta 308 SW numa das propostas mais agradáveis do segmento C.

Como assim?

A Peugeot, ou seja, o Grupo PSA, teve a ‘coragem’ para desenvolver um novo motor diesel para o lugar tomado pelo 1.6 BlueHDi, que já conta com alguns anos de mercado, tendo sofrido, ao longo desse tempo, algumas alterações. A novidade é que este é inteiramente novo, desenvolvido do zero, com tecnologias que prometem ao mesmo tempo baixar os consumos e emissões (para lutar com a nova política de antipoluição), e aumentar ainda a potência máxima, de 120 para 130cv. Mais para a frente iremos falar de como se comporta na prática, em conjunto com a nova transmissão automática, que foi estreada no 308 GT. Sim, agora este diesel conta com a transmissão automática de oito relações, deixando cair a de seis. No interior, diferença estética para o comando de seleção que transita do 3008 e as patilhas atrás do volante, que eram igualmente exclusivas do 308 GT.

Já falámos na estética deste modelo no nosso primeiro contacto, que podem ler aqui, mas mais uma vez destacamos o balanço entre a sobriedade e o dinamismo, que se fundem num conjunto elegante. A dianteira foi o que mais mudou, contando agora com uma grelha mais vertical e esculpida, assim como um novo para-choques e grupos óticos.

A versão Style é, de certa forma, a versão certa para quem gosta do melhor negócio, com um vasto nível de equipamento. Se no exterior apresenta as barras de tejadilho cromadas, os vidros escurecidos e as jantes de 16’’, é no interior que sentimos o maior conforto, devido ao ar condicionado automático bi-zona, ao sistema de navegação 3D e ao cruise-control, mas também, aos bancos confortáveis e de padrão exclusivo nesta versão.

O espaço não sofreu alterações com o restyling, o que também não era necessário, com espaço suficiente para os três passageiros traseiros, bem como para as suas malas, com uma volumetria de 620L de capacidade.

Mas voltemos a falar do motor, e obviamente da sua dinâmica de condução. Na prática, este 1.5 BlueHDi está muito suave, desde baixas rotações, sendo agradável de explorar, ainda para mais com esta nova transmissão EAT 8 que permite trocas praticamente impercetíveis, e nunca, mas nunca nos 500km que percorremos se “baralhou”, tendo estado sempre certa e decidida nas suas decisões, o que aumentou muito a perceção de qualidade no desenvolvimento deste conjunto. Mais fatores importantes estão presentes no cuidado com a insonorização, não se mostrando nada incomodativo. Nos consumos, parece-nos que este 1.5 BlueHDi consegue ser ainda mais poupado que o seu antecessor, principalmente em Auto-Estrada, mas isso, é muito devido à 8ª relação, que permite consumos entre os 3,8l e os 4,4l a velocidade de cruzeiro, o que com umas voltas dentro da cidade aumentam para um ciclo misto de 5,0L aos cem.

O que não alterou foi a sua dinâmica, continuando a ser uma das propostas mais agráveis de conduzir do segmento, graças ao bom chassis que não nos oferece surpresas, sendo sempre muito “certo” e eficaz em curva, com uma direção rápida e direta ajudada pelo pequeno volante.

Em síntese, depois de ensaiar praticamente toda a gama 308, achamos que esta variante motor/caixa é, sem dúvida, a mais equilibrada se escolher este modelo, mas também se fizer uns bons quilómetros ao ano.  A suavidade é de louvar, o que em conjunto com uma condução dinâmica e um bom conforto a bordo o tornam numa proposta que merece nota positiva. Nesta variante SW conta ainda com boas quotas de habitabilidade e uma mala “que nunca mais acaba”. Quer mais estilo? Opte pela GT Line, é um pouco mais cara, mas ainda oferece mais equipamento.

“Queres conduzir mais alto e os motores a gasolina são os preferidos?”
Então o Peugeot 3008 1.2 PureTech é o automóvel ideal para ti!

 

Peugeot 308 SW Style 1.5 BlueHDi EAT8 

Especificações:
Potência – 130cv às 3750rpm
Binário – 300Nm às 1750rpm
Aceleração dos 0-100 (oficial): 9,7s
Velocidade Máxima (oficial): 205km/h
Consumo Combinado Anunciado (Medido) – 3,9l/100km (5,0l/100km)

Preços:
Peugeot 308 SW desde: 20.940€

Carrega nas fotos e vê este Peugeot 308 SW em detalhe:

 

Rodrigo Hernandez Fundador e Director Editorial, criou o MotorO2 em 2012 devido a uma tremenda vontade de escrever acerca da sua grande paixão: os automóveis! Paixão essa que existe mesmo antes de falar, já que a sua primeira palavra foi a de uma conhecida marca de automóveis. Sim, a sério!