Início Ensaios Ford apresenta a “nova vida” do Puma

Ford apresenta a “nova vida” do Puma

Ford apresenta a “nova vida” do Puma
0
0

“Que te aconteceu, Puma?”

Estávamos na segunda metade dos 90, quando a Ford desvendou o Puma, um coupé de dimensões diminutas, muito baseado no Fiesta mas que para além de umas linhas elegantes e futuristas, era bastante dinâmico e divertido de conduzir. Um pequeno ‘pocket rocket’ que aquela era nos deixou. Hoje, o nome regressa, mas “quem o viu, e quem o vê”!

O Ford Puma é agora um crossover, uma moda que vende, e que faz com que cada marca tenha mais do que um nas suas fileiras. No caso do Ford Puma, é um crossover compacto. Da sua geração anterior, vem o símbolo, a sua base de Fiesta, mas também linhas que cortam um pouco com o que estamos habituados.

Este modelo que chegará ao nosso mercado no final do ano, chegará em duas versões, a mais clássica e sóbria Titanium, e uma mais atlética ST Line, que será obviamente a preferida pelos consumidores Portugueses, muito adeptos de uma imagem desportiva.

Se no exterior se destaca, o interior é bem mais sóbrio, com uma grande inspiração no Fiesta. Onde é que já vimos isto?

Porém, existe alguma diferença  nos seus equipamentos, alguns deles exclusivos (ou raros) no seu segmento, como o teto de abrir panorâmico, os bancos que podem mudar o seu revestimento através e capas intercambiáveis, ou mesmo as massagens, para ajudar nas viagens mais longas, ou no transito citadino. A tecnologia também foi reforçada com o cruise-control adaptativo com função de paragem e arranque, assim como um novo painel de instrumentos 100% digital com 12,3′ polegadas.

A grande vantagem vai mesmo para o espaço, conseguindo ter um espaço mais do que suficiente para quatro adultos (pode levar cinco), mas principalmente graças à sua bagageira, maior do que a de um Focus Hatchback, apresentando neste Ford Puma 456L de capacidade, e uma novidade curiosa.

Abaixo do piso, esconde-se um compartimento “secreto” revestido a plástico, que pode servir para guardar objectos mais sujos (ou que possam vir a sujar), para além e aumentar a altura da bagageira, onde podem mesmo ir dois sacos de golfe na vertical, tem a grande vantagem de ser limpo “sem qualquer problema”, devido ao ralo que permite escoar a água. Sim, a sério!

Quanto aos motores, também existem novidades, e debaixo do capot está o conhecido motor 1.o EcoBoost mas auxiliado com um pequeno motor elétrico de 48v, tornando-se num mild-hybrid, que ajuda a baixa as emissões de CO2, assim como um maior auxilio no arranque. A potência varia entre os 125 e os 155cv. A opção diesel chegará mais tarde, através do 1.5 EcoBlue, que irá primar pela poupança. A Ford aproveitou também para avançar que o Puma não irá contar com versões de tracção integral.

O pequeno crossover da Ford irá chegar no final do ano, com os preços a ainda não serem conhecidos.

Rodrigo Hernandez Fundador e Director Editorial, criou o MotorO2 em 2012 devido a uma tremenda vontade de escrever acerca da sua grande paixão: os automóveis! Paixão essa que existe mesmo antes de falar, já que a sua primeira palavra foi a de uma conhecida marca de automóveis. Sim, a sério!