Início Ensaios KIA Ceed 1.0 T-GDi 120

KIA Ceed 1.0 T-GDi 120

KIA Ceed 1.0 T-GDi 120
0
0

“Calma convosco!”

Já por aqui disse uma vez, os Coreanos são uma espécie de “novos japoneses”, tal é a evolução que têm vindo a imprimir, e agora este Ceed, que foi na sua primeira geração a “semente da KIA”, conta com mais atributos que nunca.

Como podem ver nos nossos dois primeiros contactos (1.6 CRDi e 1.4 T-GDi), as opiniões foram positivas, mas quando conhecemos um automóvel vemos inegavelmente o “preço a partir de…”, e isso faz ter vontade de responder a esta questão: “como é o motor base de gama?”.

Pois, então como temos de “ver para crer”, ou neste caso, guiar, não esperámos mais. O Kia Ceed, equipado com o motor 1.0 T-GDi, está aqui presente, e a primeira questão que se apresenta é: “Será capaz de lidar com um automóvel deste segmento”?

Primeiro, deveria falar da estética, num modelo que praticamente não cresceu em dimensões, mas que ‘cresceu’ em imagem, sendo agora mais cuidada e sóbria, sem perder bons detalhes, que a KIA tem vindo a aprimorar.

O interior seguiu o mesmo caminho, com um maior cuidado na escolha dos materiais e na montagem, com tudo a estar colocado de forma a facilitar a vida do condutor, numa marca que ainda não optou por “largar os botões”, o que pode agradar a muitos consumidores. O espaço a bordo é também bastante desafogado, principalmente para quem viaja atrás. A bagageira é generosa para as malas dos cinco passageiros que o Ceed pode albergar, apresentando 395L de capacidade.

Agora, vamos à questão inicial: “O mil chega?”

A resposta pode ter várias conotações. O carro anda? Sim, claro, e não é nenhum molengão, porém, também não vai ser um ‘carro de corridas’, mas nunca se mostrou ser “sub-motorizado”, graças ao binário de 172Nm. Não que seja muito generoso, mas sim por estar disponível durante uma larga gama de rotações (1500 às 4000rpm), o que lhe dá uma boa elasticidade. Para além disso, por ser um pequeno motor de 998cc, consegue reduzir o peso do conjunto, com apenas 1297kg para puxar, o que lhe dá uma relação peso potência de 10,8kg por cv. Tudo isto garante uma condução divertida e segura.

Acredito que depois dessa questão venha a outra: “Gasta muito? Porque se tem um motor pequeno e é grande…”

Não consome o que a marca anuncia, mas isso é uma utopia em qualquer marca, contudo, fica estabilizado entre os 6,3 e os 6,7L a cada cem quilómetros, dependendo do uso que é dado ao automóvel. A transmissão de seis velocidade ajuda a diminuir o consumo em autoestrada, que circulando a uma velocidade contida, consegue ficar facilmente abaixo dos seis litros a cada cem quilómetros.

Ainda vou pôr aqui uma terceira questão: “Vale gastar mais e ir para o 1.4 turbo?”

Sim. São dois mil euros de diferença, mas só se quiser mesmo gasolina, porque ao gastar este valor extra aproxima-se do diesel. Se fizer poucos quilómetros, esta é a escolha certa na gama, já o 1.0 T-GDi chega a ser mesmo uma alternativa ao “combustível mais barato”, com uma diferença de quase cinco mil euros!

Aconselhamos?

Sem dúvida que sim. O KIA Ceed é a escolha mais acertada. Continua a ser racional, espaçoso e muitíssimo bem equipado, agora com a vantagem de ser mais divertido de conduzir, e ajustado aos seus concorrentes, mesmo de marcas com bem mais anos de história e com preços mais elevados. É caso para dizer “calma convosco” que assim estão a dar cabo da concorrência…


KIA CEED 1.0 T-GDi TX

Especificações:
Potência– 120cv às6000rpm
Binário – 172Nm às 1500 ~ 4000rpm
Aceleração do  0-100 (oficial): 11,1s
Velocidade Máxima (oficial): 190km/h
Consumo anunciado – 5,5l/100km
Consumo medido – 6,4l/100km

Preços*:
Gama KIA Ceed desde: 18.690€
Versão ensaiada: 21.190€
Unidade testada: 23.130€

*Preços incluem campanha KIA no valor de 4.250€


Carrega nas fotos para veres melhor este KIA CEED:

Rodrigo Hernandez Fundador e Director Editorial, criou o MotorO2 em 2012 devido a uma tremenda vontade de escrever acerca da sua grande paixão: os automóveis! Paixão essa que existe mesmo antes de falar, já que a sua primeira palavra foi a de uma conhecida marca de automóveis. Sim, a sério!