Início Ensaios Teste Completo: Mais de 1000km no novo Hyundai Ioniq 5

Teste Completo: Mais de 1000km no novo Hyundai Ioniq 5

Teste Completo: Mais de 1000km no novo Hyundai Ioniq 5
0
0

“Pixel a pixel…”

 

Este é o Hyundai Ioniq 5, o primeiro modelo de uma submarca totalmente elétrica do construtor coreano. Para além do seu estilo futurista e verdadeiramente disruptivo, o Ioniq 5 esconde ainda muitos outros elementos que podem melhorar em muito a mobilidade elétrica num futuro próximo. Sem esperar por esse futuro, fiz-me à estrada com este novo modelo, percorrendo mais de 1000km em quatro dias.

 

Exterior

A primeira reação de quem vê o Hyundai Ioniq 5 pela primeira vez ao vivo é de surpresa, muito devido à sua dimensão. Se em fotos parece um normal Hatchback de segmento C, mais perto de um i30, na realidade a sua dimensão supera mesmo a do Tucson, tanto em comprimento (4635mm) como em largura (1890mm), sendo apenas mais baixo que o “tradicional” SUV em 5cm…

Sendo assim, o Ioniq 5 é um crossover, escolha que não nos deixa surpresos, já que é um estilo de carroçaria atualmente bastante apreciado e ideal para lançar uma nova submarca. Mas o que volta a impressionar novamente, seja em fotos ou presencialmente, são as suas linhas futuristas e conceptuais, quase retiradas a papel químico do Concept 45, apresentado pela marca no Salão Internacional de Frankfurt em 2019, e que se inspirava no Pony, modelo emblemático para a Hyundai.

Linhas retas, superfícies planas e poucas folgas entre painéis dão a impressão de um automóvel premium. A dianteira conta com uma grelha esguia, fechada, ladeada pelos grupos óticos que por si só merecem atenção, graças aos pixéis, elemento que se encontra em diversos lugares deste Ioniq 5. Abaixo da “grelha” também pixelizada, à noite ilumina-se criando uma assinatura lumiosa que a Hyundai espera que se torne muito conhecida. Na lateral os arcos das rodas contam com recortes, os puxadores estão colocados no interior da porta, enquanto a linha de cintura elevada e o elemento em plástico de contraste, no fundo das portas, jogam para confundir o olhar e fazer parecer este Ioniq mais compacto do que realmente é.

Na secção posterior, os destaques iniciam-se no spoiler de generosas dimensões e que faz muito pela silhueta do modelo, enquanto os grupos óticos recebem também o tema “pixel”, com a inscrição Ioniq 5 colocada orgulhosamente no modelo que causa um certo “hype” por quem se cruza com ele.



Interior

O interior do Ioniq 5 pretende ser para o condutor um prolongamento do conforto sentido em casa, algo que a marca apelidou de “Smart Living Space”, com um amplo e espaçoso interior, quer para o condutor, quer para os passageiros. Tudo está disposto de forma simples e intuitiva, com os instrumentos e o sistema multimédia a estarem divididos entre dois ecrãs com 12,3’’ polegadas e head-up display com realidade aumentada. Abaixo, os comandos para a climatização continuam independentes, enquanto ao centro encontramos a “Universal Island”, a consola central que se pode mover longitudinalmente até 14cm. Dessa forma, e com ausência de um túnel central nesta plataforma elétrica dedicada, é mais fácil constatar os (enormes) 3 metros de distância entre eixos.

Graças a isso, os passageiros traseiros contam com um espaço de referência, tendo ainda bancos que podem ser ajustados como os dianteiros (mas de forma manual), de forma a garantir o máximo conforto. Atrás existem ainda amenidades como entradas USB, ventilação dedicada, assim como uma ficha elétrica de 220v. A bagageira é ampla com 530L de capacidade, assim como um alçapão que permite guardar os cabos… que também podem encontrar lugar na bagageira dianteira de 57L, debaixo do capot.

No interior, apenas reparo para a ausência de um modo que altere a cor dos ecrãs entre o dia e a noite, já que o tema em branco dificulta a visão em condução noturna – mas que pode ser alterado para preto. Depois, existe a questão do sistema de multimedia não contar com Apple CarPlay sem fios, quando modelos abaixo como o i20, Kauai e Bayon contam com esse equipamento, algo que se torna ainda mais estranho quando o Ioniq 5 conta com carregamento de smartphones por indução…



Sistema elétrico e condução

Em Portugal, o Ioniq 5 está disponível a versão de tração traseira, com o motor de 160kW (que equivale a 218cv) e uma bateria de 72,6kWh, que segundo a marca consegue atingir 481km em circuito misto, ou 692km se apenas andar em cidade.

Para descobrir isso, fiz-me à estrada ligando Lisboa ao Porto, passando por muitos outros locais de forma a fazer mais de 1000km totalmente elétricos. O Hyundai Ioniq.5 tem uma inovação importante, talvez a mais importante que esconde debaixo da sua “pele”: o sistema 800V que permite um carregamento até 350kW, conseguindo passar dos 10 aos 80% de carga em apenas 18 minutos… algo que será genial quando essa rede for disponibilizada. De qualquer forma, o Ioniq 5 chegou a ser recarregado a mais de 160kW na área de serviço de Santarém, o que provou que viajar de elétrico, pelo menos com uma autonomia generosa, já não é um “bicho de sete cabeças”.

O importante é jogar em antecipação.

Sem cuidados de maior e sempre a 120km/h, o Ioniq 5 fez em autoestrada uma média de 22,3kWh/100km, baixando para os 20kWh/100km na altura de entrega, já que em percursos citadinos os valores caiam para os 13kWh/100km. Ou seja, não conseguimos atingir o valor indicado pela marca, mas também não era esse o objetivo da viagem.

Foi sim entender se seria possível viajar sem sentir ansiedade de autonomia, e isso foi efetivamente conseguido. O conforto a bordo é outra das suas mais-valias, com uma boa insonorização conseguida pelos técnicos da marca.

A posição de condução elevada também lhe confere uma maior “calma” ao volante, assim como uma melhor visibilidade.

Quanto à dinâmica, o Ioniq 5 (pelo menos esta versão) não é o modelo que mais entusiasma, já que os seus 1985kg e a dimensão generosa pedem mais toadas tranquilas do que momentos mais aguerridos. Não que não seja capaz disso – que o é – mas sim porque não é, de todo, o seu objetivo ou filosofia.



Resumo

O Hyundai Ioniq 5 é o primeiro de uma família que irá crescer no futuro. As primeiras indicações são positivas, indo ao encontro do que era esperado. O seu design exterior não deixa ninguém indiferente, enquanto o interior é espaçoso e bastante tecnológico. O sistema elétrico está preparado para o futuro, com carregamento ultra-rápido, o que deixa cair muitas concessões feitas e que mostra a evolução da mobilidade elétrica.

O seu preço, a partir de 50.990€ não é em nada exagerado, comparativamente com as suas capacidades, potência ou equipamento. A Hyundai conta também, no Ioniq 5, com 7 anos de garantia sem limite de quilómetros, assim como assistência em viagem e check-up anuais gratuitos durante esse período.

A verdade é que de Pixel a Pixel, a Hyundai quer fazer da família Ioniq um dos mais importantes nomes no que toca à mobilidade 100% elétrica. E isso continuará, já em 2022, com o lançamento da berlina Ioniq 6.

Rodrigo Hernandez Fundador e Director Editorial, criou o MotorO2 em 2012 devido a uma tremenda vontade de escrever acerca da sua grande paixão: os automóveis! Paixão essa que existe mesmo antes de falar, já que a sua primeira palavra foi a de uma conhecida marca de automóveis. Sim, a sério!