Início Ensaios KIA Stonic “by FILA”: Uma boa maneira de entrar no “estilo da moda”

KIA Stonic “by FILA”: Uma boa maneira de entrar no “estilo da moda”

KIA Stonic “by FILA”: Uma boa maneira de entrar no “estilo da moda”
0
0

“Roupa desportiva”

 

É usual as marcas automóveis unirem-se a outras marcas conhecidas para criarem versões especiais dos seus modelos, e o KIA Stonic “by FILA” é mais um desses exemplos, garantindo um preço mais simpático para o renovado pequeno crossover coreano.

Limitado a apenas 200 unidades, esta versão “by FILA” destaca-se pelos logos da marca nos pilares B e na porta da bagageira, assim como no tablier. Para além disso, os clientes desta versão limitada, recebem ainda um welcome kit exclusivo da marca de roupa desportiva.

De resto, o KIA Stonic foi renovado, ainda que de forma muito ténue, mas atual. No exterior, apenas se notam os novos faróis de nevoeiro, já que as diferenças maiores foram deixadas na inédita versão GT Line, que em breve passará por aqui para teste.

No interior existem diferenças no sistema multimédia, que foi revisto e apresenta agora sistema CarPlay e Android Auto sem fios, o que evita um excesso de fios a passar pela consola central. O interior é sóbrio mas confortável, com espaço suficiente para quatro passageiros. A posição de condução é correta, apenas falhando no revestimento do volante em plástico, algo que já não encontrava há alguns anos.

Mas isso pode ser justificado pelo preço, é verdade, com a KIA a oferecer este KIA Stonic “by FILA” por menos de 15 mil euros.



Para isso, conta com o motor de acesso à gama, o 1.2L CVVT com quatro cilindros, aspirado, que debita 84cv. E sim, não é uma potência avassaladora, mas também não é para isso. Este Stonic pede um andamento calmo e maioritariamente em cidade, com tempos humildes no que toca a prestações, provados com os “0 aos 100” a serem cumpridos nuns longos 13,5s, até uma velocidade máxima de 165km/h. A transmissão de cinco velocidades pede por isso algum recurso de forma a manter este motor “à tona”, já que a baixa rotação não tem muita vida.

Por outro lado, temos um crossover com um comportamento muito honesto, conseguindo (quando “embalado”) debater-se bem com curvas mais rápidas, graças a um chassis equilibrado e a um peso comedido de apenas 1155kg. O conforto também está em bom nível, com um bom amortecimento, mesmo em maus pisos.

A outra vantagem do Stonic “by FILA” é que para além de ser uma solução barata, também está bem equipado, não lhe faltando nada de essencial (a não ser o volante em pele). Senão vejamos: ar condicionado manual, jantes de liga-leve de 16 polegadas, câmara e sensores de estacionamento traseiros, sistema multimédia de 8 polegadas e assistente de ajuda em subida.

Este KIA é assim, é como uma peça de roupa desportiva, não compromete em algumas ocasiões, é aquela roupa que temos sempre no armário. Esta edição especial e limitada é fortíssima no preço face à sua concorrência, com um equipamento generoso, mesmo que em troca conte com uma motorização mais “curta”, mas suficiente para quem não faça muita autoestrada, ou conte com um ritmo de condução mais pacato. Por 15.530€, é a maneira mais barata de aderir ao “estilo da moda”.

Rodrigo Hernandez Fundador e Director Editorial, criou o MotorO2 em 2012 devido a uma tremenda vontade de escrever acerca da sua grande paixão: os automóveis! Paixão essa que existe mesmo antes de falar, já que a sua primeira palavra foi a de uma conhecida marca de automóveis. Sim, a sério!