Início Ensaios FIAT 500X Sport 1.3 Firefly Turbo 150

FIAT 500X Sport 1.3 Firefly Turbo 150

FIAT 500X Sport 1.3 Firefly Turbo 150
0
0

“A meio caminho”

 

Olho para ele, a pintura vermelha chama-me à atenção, assim como as jantes de 19 polegadas e a sua dupla ponteira de escape. O plástico negro? Desapareceu. Este SUV parece não querer sê-lo, a distância ao solo é mais baixa, e os para-choques são específicos e mais desportivos. É um Abarth? Não. Continua a ser um FIAT, mas este está “a meio caminho” …

 

Pois bem, a FIAT usou a mesma “técnica” usada pelas suas marcas rivais e criou uma versão mais “picante” do seu 500X, o crossover de segmento B, que mantém a marca bem ativa. Mas, ao contrário de alguns desses adversários, o FIAT 500X Sport, tem mais do que apenas “aparência”; tem também uns “pózinhos” que lhe dão outro dinamismo, e maior diversão ao volante.

Esta unidade em ensaio contava com o motor 1.3 FireFly a gasolina, com 150cv, e que está apenas disponível com transmissão DCT, de seis velocidades. Para quem não quer perder “a lógica”, o resto da gama continua disponível, desde os 1.3 e 1.6 MultiJet, passando pelo pequeno 1.0 FireFly de 120cv, que já testámos por aqui. Todos com um “look desportivo”.



O interior também recebe um tratamento em linha com o que podemos ver no exterior, pintado com a sua cor exclusiva, o Vermelho Seduzione. Os pespontos nesse tom juntam a pele com a alcântara no volante, assim como a cobertura dos instrumentos, fruto do Pack Bad S, que ainda junta a esses elementos, os pedais em alumínio e luz ambiente. Os bancos em pele e tecido contam com um bom apoio, ainda que a posição de condução seja obviamente mais elevada. De resto, tudo igual no habitáculo, com boas quotas de habitabilidade, e uma bagageira que ascende aos 350L de capacidade. Quanto ao equipamento, esse já é bastante completo, contando de série com elementos como faróis Full LED, reconhecimento de sinais de trânsito, aviso de saída de faixa de rodagem, cruise-control, vidros escurecidos e UConnect Link, que conta com Apple CarPlay e Android Auto.

Começando a andar, o FIAT 500X Sport mostra que quer oferecer algo diferente da proposta “original”, graças a um pisar mais seco e um mais controlado adornar de carroçaria, fator conseguido por uma suspensão revista, integrando mesmo no eixo traseiro o sistema Koni FSD, que a Abarth usa no “endiabrado” 595. E nem mesmo escaparam ao tratamento “Sport”, montando Dunlop SportMaxx, que também ajudam a uma maior aderência em curva…



Mas a transmissão DCT, embora suave, não oferece trocas muito rápidas, mesmo contando com modo Sport, ou patilhas de seleção atrás do volante, para um modo sequencial, deixando assim cair por terra o trunfo conseguido pelos técnicos responsáveis pela afinação do chassi, que acima deixou tão boa impressão. Depois, os 150cv, ainda que se sintam e se mostrem no ecrã do cronómetro (9,1s dos 0-100km/h), pedem em troca um gosto algo elevado por gasolina. Neste campo, achamos que o conjunto mais equilibrado, será o 1.0 FireFly de 120cv, em conjunto com a transmissão manual, fazendo mais sentido, e ficando, ainda assim, com um 500X Sport bem “jeitoso”. Isto se não precisar do diesel, que tem no 1.6 MultiJet de 120cv uma boa escolha.

No final, a FIAT conseguiu um interessante conjunto entre aspeto exterior e interior para agradar num primeiro contacto, e um maior dinamismo para conquistar quem gosta mais de conduzir, eliminando algum adornar e dando ao condutor uma maior informação. O 500X Sport é por isso uma aposta ganha, e talvez seja o “melhor 500X” de todos, mesmo que vá contra a sua filosofia inicial…


FIAT 500X 1.3 FireFly Turbo 150 DCT

Especificações:
Potência – 150cv às 5500rpm
Binário – 270Nm às 1850rpm
Aceleração dos 0-100 (oficial): 9,1s
Velocidade Máxima (oficial): 200km/h
Consumo Combinado Anunciado (Medido) – 7,1l/100km (8,0l/100km)

Preços:
FIAT 500X Sport desde: 24.054€
Preço da unidade ensaiada: 26.262€ (c/campanha)

Rodrigo Hernandez Fundador e Director Editorial, criou o MotorO2 em 2012 devido a uma tremenda vontade de escrever acerca da sua grande paixão: os automóveis! Paixão essa que existe mesmo antes de falar, já que a sua primeira palavra foi a de uma conhecida marca de automóveis. Sim, a sério!