Início Ensaios Renovado Seat Ibiza em teste com o motor 1.0 TSi 110

Renovado Seat Ibiza em teste com o motor 1.0 TSi 110

Renovado Seat Ibiza em teste com o motor 1.0 TSi 110
0
0

“O eterno jovem”

 

O SEAT Ibiza está intimamente ligado à história da marca espanhola, com mais de seis milhões de unidades vendidas e uma permanência na gama de quase quarenta anos. Este modelo continua a ser a escolha para muitos jovens, mas não só. Agora, tal como o Arona, foi renovado.

Essa renovação é singela no seu exterior, onde apenas são notórios alguns detalhes. A iluminação 100% LED, a grelha dianteira ligeiramente renovada, novas jantes e o novo lettering na porta da bagageira “desmarcaram” este renovado Ibiza. No caso da unidade em ensaio, no nível Xcellence, a cor Azul Saphire é novidade.



Mas é no interior que tudo muda radicalmente de figura. O tablier recebe agora acabamentos mais cuidados, principalmente na parte superior, contando igualmente com um novo desenho, onde se destacam as saídas circulares da ventilação (que podem ser iluminadas). Para além disso, também encontramos um novo posicionamento do sistema multmedia que pode chegar, como nesta unidade, às 9,2’’ polegadas, e que está agora mais evoluído, em linha com o que encontramos no Leon e Ateca.

No interior também encontramos o Digital Cockpit, de série neste nível, elemento que para além de oferecer uma elevada dose de informação e personalização, também melhora o ambiente interno.

De resto, continuamos com uma boa posição de condução, local onde também podemos agarrar o novo volante. Atrás, espaço suficiente para dois adultos, com uma bagageira de 355L, que está na metade superior do seu segmento.



A animar esta unidade esteve presente o 1.0 TSI de 110cv, aliado a uma transmissão manual de seis velocidades. Este conjunto é bastante equilibrado para uma proposta como o Ibiza, conseguindo ser despachado seja em cidade ou fora dela.

O motor não se apresenta muito ruidoso, graças também a um bom trabalho feito na insonorização; o escalonamento da transmissão também está bem conseguido, conseguindo circular a velocidades de cruzeiro a rotações mais reduzidas, o que mostra bem que a “vida” deste Ibiza não tem que ser limitada às cidades. O seu consumo combinado ficou nos 6,6L/100km.

O Ibiza é assim um utilitário polivalente, já que para além dessa sua faceta que não se nega a maiores tiradas, conta também com um interessante comportamento dinâmico, com uma agilidade de realce, sendo comunicativo o suficiente para ser divertido de conduzir, ainda que não possa, de forma alguma, ser considerado um desportivo.

Neste nível Xcellence, o equipamento é vasto, ainda que esta unidade estivesse bem recheada no que toca a equipamento opcional, onde se destacam as jantes de liga leve de 17’’, o sistema áudio Beats, os bancos dianteiros aquecidos, teto de abrir panorâmico e o Pacote Segurança & Condução XL, que engloba o cruise-control adaptativo com limitador, front assist com assistente de travagem, assistente de faixa de rodagem e de máximos, assim como reconhecimento de sinais de trânsito.

Assim, o preço desta unidade ascende aos 26.248 euros, numa gama que se inicia nos 17.635 euros. O Ibiza continua a ser o “eterno jovem” da SEAT, mas cada vez mais adulto, provando ser uma aposta a ter em conta para quem quer um produto completo, mas que não esquece a dinâmica ao volante. Agora, com esta renovação conta com mais qualidade no seu habitáculo, podendo contar também com elementos de segmento superior.

Rodrigo Hernandez Fundador e Director Editorial, criou o MotorO2 em 2012 devido a uma tremenda vontade de escrever acerca da sua grande paixão: os automóveis! Paixão essa que existe mesmo antes de falar, já que a sua primeira palavra foi a de uma conhecida marca de automóveis. Sim, a sério!