Início Notícias Nissan apresenta novo Qashqai para continuar a liderar

Nissan apresenta novo Qashqai para continuar a liderar

Nissan apresenta novo Qashqai para continuar a liderar
0
0

“O objetivo definido”

 

A Nissan apresentou a terceira geração do Qashqai, modelo maior da marca na Europa, e criador de um estilo, os Crossover, que hoje dominam o mercado. O modelo chega renovado em todos os campos, pronto para atacar o seu lugar. O primeiro lugar.

Lançado em 2007, o modelo foi praticamente desde o “dia 1” o best-seller do construtor japonês, assim como do seu segmento. Em 2014, a nova geração fê-lo perder a variante Qashqai +2 que passou a ser ocupada pelo X-Trail. Ainda assim, o modelo continuou, em muitos países, no primeiro lugar nas vendas neste segmento, mesmo com uma concorrência que já tinha começado a acordar, com uma soma de 5,3 milhões de unidades vendidas nas duas gerações.

Mas em 2021 era inegável que a segunda geração já acusava o peso dos anos, com uma concorrência renovada e com outros atributos. Portanto foi altura da Nissan fazer chegar a terceira geração do modelo, algo difícil de se fazer tendo em conta que se trata de um modelo de elevadíssimo sucesso, onde tem de existir um balanço entre evolução e revolução.

Desenvolvido na Europa com os europeus em mente, o Qashqai assenta agora na nova plataforma CMF-C da Aliança Renault-Nissan.

Mede agora 4,42m de comprimento, mais 31mm que anteriormente, além do crescimento na distância entre eixos e em altura, oferecendo por isso um maior espaço interno. O modelo está também mais ligeiro, graças a elementos construídos em alumínio, como é o caso do capot. Com isso, há uma redução de 60kg na balança, assim como uma rigidez aumentada em 48%.

No que toca ao design, o seu estilo está mais musculado, onde se destacam as jantes que podem ir até às 20 polegadas, assim como o tejadilho em cor de contraste ou a grelha de maiores dimensões.

Passando para o interior, há um aumento de modernidade, mas também de qualidade. O modelo está mais refinado, com melhores materiais, mas também com novos elementos tecnológicos, como é o caso do novo sistema multimédia ou o painel de instrumentos digital com 12,3’’ polegadas. A marca melhorou também a ergonomia e os espaços de arrumação.

No campo da tecnologia, os bancos dianteiros podem agora contar com massagens, enquanto o espaço interior obviamente aumenta, com mais espaço para os joelhos (+28mm) e para a cabeça (+15mm). A bagageira também recebe um grande incremento na capacidade, são mais 70L, com um piso que está também mais baixo, o que facilita as cargas e descargas.

A eletrificação é agora palavra de ordem para este modelo. O diesel saiu de cena, agora no depósito só entra gasolina. O Qashqai conta com o motor 1.3 DIG-T com um sistema 12v, que é capaz de oferecer dois níveis de potência: 140 ou 160cv, este último com possibilidade de contar com tração integral.

Mas as novidades não ficam por aqui, já que a terceira geração do Qashqai será o primeiro modelo da marca, na Europa, a contar um propulsor e-Power. Este é um sistema híbrido com um funcionamento diferente de alguns dos seus concorrentes, e é basicamente um “elétrico a gasolina”, já que o motor de combustão funciona como um gerador.

O modelo não se esqueceu também da componente de ajudas à condução, algo que sempre foi forte desde o seu lançamento em 2007. O sistema ProPilot foi melhorado, para uma condução semiautónoma, agora com ajuda em filas de trânsito. O Qashqai passa também a contar com um airbag dianteiro central, entre o condutor e passageiro. Para proteger os peões, este Nissan conta agora com sistema inteligente de travagem de emergência, com deteção de peões e ciclistas.

O novo Nissan Qashqai chegará na primavera, com preços que ainda não são conhecidos. Quanto ao Qashqai e-Power, esse não chegará antes de 2022.

Rodrigo Hernandez Fundador e Director Editorial, criou o MotorO2 em 2012 devido a uma tremenda vontade de escrever acerca da sua grande paixão: os automóveis! Paixão essa que existe mesmo antes de falar, já que a sua primeira palavra foi a de uma conhecida marca de automóveis. Sim, a sério!