Início Notícias Não, a Mitsubishi não vai sair da Europa. Vai sim reforçar-se no nosso continente.

Não, a Mitsubishi não vai sair da Europa. Vai sim reforçar-se no nosso continente.

Não, a Mitsubishi não vai sair da Europa. Vai sim reforçar-se no nosso continente.
0
0

“Inversão de marcha”

 

Muito se falou em 2020 que a Mitsubishi iria sair da Europa, mas agora o construtor japonês que faz agora parte da aliança Renault-Nissan, divulgou que contará com novos modelos para o velho continente, que serão produzidos nas fábricas da Renault já a partir de 2023.

Esta cooperação foi assinada com o Grupo Renault e já foi confirmada pela aliança, e fará com que a Mitsubishi possa introduzir na sua gama modelos específicos para cada mercado, onde se inclui Portugal.

A marca ainda não divulgou quais serão os seus novos modelos produzidos num berço francês, para a Europa, mas deixou claro que não vai sair deste mercado, querendo, pelo contrário, reforçar a sua presença. Para isso, aproveitou o comunicado para divulgar que o novo Eclipse Cross PHEV será lançado já em Maio deste ano.

” Estou muito feliz por ver a Mitsubishi Motors construir uma nova gama de produtos na Europa. A Aliança tem como objetivo aumentar a competitividade e permitir uma partilha de recursos mais eficaz para benefício de todas as três empresas que a compõem. A nossa abordagem dá uma grande ênfase à colaboração, assentando no respeito mútuo, com uma intenção clara de impulsionar o desempenho individual dessas empresas ao mesmo que lhes permite capitalizar os seus próprios pontos fortes, evitar a duplicação de recursos e melhorar a sua eficiência”, explicou Jean-Dominique Senard, Presidente do Alliance Operating Board e da Renault.

“A Mitsubishi Motors saúda com agrado os modelos de origem Renault para o mercado europeu. Este acordo irá proporcionar-nos a disponibilização de novos produtos desenvolvidos e fabricados na Europa, lado a lado com o nosso negócio de após venda, que manterá a sua atividade”, disse Takao Kato, CEO da Mitsubishi Motors.

Rodrigo Hernandez Fundador e Director Editorial, criou o MotorO2 em 2012 devido a uma tremenda vontade de escrever acerca da sua grande paixão: os automóveis! Paixão essa que existe mesmo antes de falar, já que a sua primeira palavra foi a de uma conhecida marca de automóveis. Sim, a sério!