Início Notícias Hyundai melhora (e completa) o desportivo i30N

Hyundai melhora (e completa) o desportivo i30N

Hyundai melhora (e completa) o desportivo i30N
0
0

“25.000 and counting…”

 

A Hyundai apresenta o restyling do i30N, o modelo desportivo da marca coreana, que na Europa já vendeu mais de 25 mil unidades. Agora, para além da estética, o modelo também recebe a introdução de uma transmissão de dupla embraiagem com oito relações e potência melhorada e mais tecnologia.

No exterior o modelo, que é proposto nas variantes Hatchback e Fastback, recebe as mesmas alterações dos modelos “tradicionais”, com faróis e grelha de maiores dimensões. Na versão N, os escapes são agora (ainda) maiores, enquanto as jantes de 19’’ polegadas ganham um novo desenho, e são mais leves graças à sua construção forjada que reduz em 14,4kg o peso face às anteriores montadas na versão pre-restyling.

No interior, a mesma coisa, com a introdução das novas bacquets N Light em pele e alcantara, que também reduzem muito ligeiramente o peso, mas acima de tudo conferem um ambiente mais desportivo ao habitáculo, assim como um maior apoio para o condutor e passageiro. São apenas 2,2kg a menos, mas nos desportivo, cada grama conta…

No campo da tecnologia, o ecrã central passa a contar com 10,25’’, contando com a última geração do sistema Hyundai Bluelink. A segurança ativa foi reforçada com a adoção do assistente de alerta de colisão frontal com deteção de peões, assim como o assistente de manutenção de via.

Como até agora, o cliente pode escolher o i30N em duas variantes de potência. O 2.0 Turbo de 250cv e 253Nm com transmissão manual, ou o N Performance que conta agora com 280cv (mais 5 que a anterior versão) e 392Nm, estando agora disponível tanto com a conhecida transmissão manual de seis velocidades ou a nova N DCT, de oito relações.

A velocidade máxima é limitada a 250km/h, enquanto a versão N Performance demora apenas 5,9s dos 0 aos 100km/h, menos dois décimos que anteriormente. O motor de 280cv, garante o binário máximo durante uma larga faixa de utilização, que se compreende entre as 1950 e as 4600 rotações.

Uma caixa automática, com novo software “preocupado” com as prestações. 

O i30N Performance pode contar com a transmissão N DCT, que recebe algumas funções especificas. A transmissão automática conta com patilhas atrás do volante de forma a garantir ao condutor uma gestão manual da “caixa”, para além disso conta com uma função inédita chamada de “N Grin Shift”.

Este sistema pode ser ativado por 20 segundos, de forma a garantir a máxima prestação, agindo como um overboost. O N Power Shift é ativado quando se carrega mais de 90% do acelerador de forma a minimizar a perda de binário em aceleração, enquanto o N Track Sense é ativado automaticamente quando se inicia uma condução mais desportiva, com a N DCT a selecionar sempre a relação ideal, no momento certo.

Como nem tudo é conduzir com “faca nos dentes”, o modelo continua a contar com os diferentes modos de condução: ECO, Normal, Sport, N e N Custom, com este último a ser responsável por dar a opção ao condutor de afinar praticamente tudo, desde o ruído do escape até a dureza da suspensão.

Ainda não se sabe os preços do renovado modelo, apenas se sabe que chegará aos concessionários da marca no início de 2021, altura em que a sua passagem por aqui será “obrigatória” …

Rodrigo Hernandez Fundador e Director Editorial, criou o MotorO2 em 2012 devido a uma tremenda vontade de escrever acerca da sua grande paixão: os automóveis! Paixão essa que existe mesmo antes de falar, já que a sua primeira palavra foi a de uma conhecida marca de automóveis. Sim, a sério!