Início Mercado Mercedes-Benz Cars bate o seu recorde Mundial

Mercedes-Benz Cars bate o seu recorde Mundial

Mercedes-Benz Cars bate o seu recorde Mundial
0
0

“Crescimento global e sustentável”

Para além do melhor resultado em Portugal, a Mercedes-Benz alcançou igualmente o seu melhor resultado de sempre em 2017, com um aumento de 9,9% para 2.289.344 unidades comercializadas. Este crescimento foi particularmente forte na gama E e , como era expectável, nos SUV’s.

O último mês foi particularmente forte, com a entrega de 193.534 unidades, perfazendo assim o 4º melhor trimestre da história da Marca (572.044 unidades, +4,8%). A Mercedes-Benz foi ainda a marca premium mais procurada na Alemanha, Austrália, Brasil, Canadá, Coreia do Sul, Dinamarca, EUA, Finlândia, França, Grécia, Índia, Japão, México, Polónia, Portugal, Reino Unido, República Checa, Suíça, Taiwan e Turquia. Só na região Europeia foram vendidas 955.301 unidades (+6,3%).

Os compactos, como já falámos num ensaio anterior, tiveram um grande impacto nestes números: mais de 620.000 unidades comercializadas.

No ano anterior à apresentação do novo Classe A, mais 620.000 unidades Classe A, B, CLA, CLA Shooting Brake e GLA foram entregues a clientes, com especial enfoque na Alemanha e na China. Para se ter um exemplo: desde 1997, 5.555.555 modelos compactos foram comercializados, o que torna este, num segmento extremamente popular para a marca. Em 2018, a Mercedes-Benz irá iniciar a produção da nova geração de modelos compactos em 5 fábricas, distribuídas em 3 continentes.

Quanto ao bestseller, esse continua a ser o Classe C. Este modelo (Limousine/Station), que foi o mais procurado da marca, entrou agora no seu 4º ano de comercialização. Mais de 415.000 unidades foram entregues em 2017, e mais uma vez com o mercado Chinês a ser protagonista, com ¼ das vendas.

Mas foi o Classe E que mais impressionou com 350.000 unidades, um aumento de 40%, valor que engloba a variante Limousine e Station.

Também o Classe S recebeu em 2017 uma importante actualização, que não se cingiu apenas e só ao nível tecnológico, mas também ao nível de motores, com a chegada do novo 6 cilindros em linha. Cerca de 70.000 unidades desta nova geração do Classe S foram comercializadas.

SUV’s: os grandes responsáveis.

Com mais de 805.000 unidades vendidas e com um crescimento de 14%, os SUV’s da Mercedes-Benz foram os que mais contribuíram para o sucesso de 2017. Este crescimento foi especialmente forte na China (como em todos os outros segmentos), Alemanha, França, EUA e Grã-Bretanha, com maior destaque para as vendas dos “mais pequenos”: GLC e GLA.

Mas nem só de automóveis “racionais” se fazem os números, já que a marca conta com 12 modelos que apelida de “dream cars”, e que foram extremamente populares em 2017, ao ultrapassarem os resultados do ano anterior por 22,4%. Foram cerca de 170.000, os novos coupés, roadsters e cabriolets que chegaram às estradas em 2017, com destaque para os novos coupés e cabriolets da gama Classe C e E. Em 2018, estima-se um aumento destes valores com a chegada da nova geração (restyling) do S Coupé e Cabriolet, bem como do novo coupé de quatro portas: CLS.

No ano em que completou 50 anos de existência, a marca de performance da Mercedes-Benz alcançou o melhor resultado de sempre, ao ter comercializado 131.970 modelos AMG (+33%). Entre os modelos mais populares encontram-se os Classe C, E e S, bem como o incomparável Classe G (que recebe um nova geração em 2018).

smart regista forte ano em 2017

Após o recorde de 2016, 2017 apresenta-se como o 2º melhor resultado na história da smart. A nível mundial foram comercializados 135.000 smart’s. No ano em que a marca iniciou a comercialização dos seus novos modelos elétricos, a procura ultrapassou as expetativas e foram muitos os clientes a optarem por um modelo ed smart. A partir de 2020, passará a comercializar apenas modelos elétricos, sendo neste momento a única marca com todo o seu portfólio com motores a combustão e elétricos.

Rodrigo Hernandez Fundador e Director Editorial, criou o MotorO2 em 2012 devido a uma tremenda vontade de escrever acerca da sua grande paixão: os automóveis! Paixão essa que existe mesmo antes de falar, já que a sua primeira palavra foi a de uma conhecida marca de automóveis. Sim, a sério!