Início Mercado Mercedes-Benz conquista o 4º lugar das vendas em 2017

Mercedes-Benz conquista o 4º lugar das vendas em 2017

Mercedes-Benz conquista o 4º lugar das vendas em 2017
0
0

“O ano da consolidação”

O ano de 2017 não foi “só” mais um ano para a Mercedes-Benz, foi sim o melhor ano de sempre para a marca Alemã no nosso país. Com mais de 16 mil automóveis comercializados, a Mercedes-Benz garantiu um crescimento de 6,3% face ao ano de 2016, conseguindo assim atingir um novo recorde. Com isto, foi também conseguida uma quota de mercado nunca antes atingida (7,3%), e que a tornou uma das maiores no panorama Europeu.

Estes números fizeram com que a marca ficasse com o 4º lugar no top dos construtores presentes em Portugal, conseguindo esse feito graças a uma gama mais vasta e um aumento de procura de viaturas Plug-In Hybrid (89,5%).

Mas também a smart conseguiu números muito interessantes, crescendo 3%, registando o segundo melhor ano da sua história. A marca, que agora comemora o seu 20º aniversário, recebeu no último trimestre do ano passado os novos modelos elétricos, que contribuíram de forma sustentável para este crescimento (137 unidades EV em apenas 3 meses). No seu todo, foram 3.126, os Smart que saíram pela porta dos concessionários, com as metrópoles de Lisboa e Porto a serem os mercados prediletos. Como nota, circulam em Portugal mais de 63 mil unidades destes pequenos automóveis, “uma pequena gota” num oceano de 2 milhões a nível mundial!

De forma a entender melhor este crescimento, temos de saber quais os modelos que mais foram procurados pelo público. Sem surpresa, o segmento compacto onde se inserem os A, CLA, CLA Shooting Break e GLA foram responsáveis por 8.728 unidades em 2017 (Classe A: 4702; Classe CLA/SB: 2261; GLA: 1179).

A família Classe E foi uma das que mais evoluiu no ano transato, ainda assim as suas performances foram acima do espectável. Atingiu as 2.258 unidades, incluindo obviamente as novas variantes All-Terrain, bem como o Coupé e Cabriolet. Este valor inclui ainda o coupé CLS (que recebe nova geração em 2018) e o SUV GLE.

No segmento dos executivos, o destaque vai para o novo Classe S Facelift (que recebeu motores mais eficientes), lançado em setembro de 2017 e que comercializou 98 unidades em apenas 4 meses. No total, foram vendidas 168 limousines, 11 coupés e 8 cabriolets, para um total de 187 unidades entregues a clientes.

A vertente desportividade também não foi esquecida, com uma forte ofensiva com a chegada, em abril de 2017, do modelo super-desportivo AMG GT Roadster, bem como no verão, com a chegada do AMG GT R. No total, incluindo estes dois modelos, foram comercializados 151 automóveis Mercedes-AMG, também o maior volume de sempre.

O próximo ano espera-se que seja de consolidação, com a inclusão de novos modelos, como o novo Classe A, o Classe A Limousine, os facelift dos Classe C, Classe S Coupé e Cabrio, e ainda do AMG GT 4.

Rodrigo Hernandez Fundador e Director Editorial, criou o MotorO2 em 2012 devido a uma tremenda vontade de escrever acerca da sua grande paixão: os automóveis! Paixão essa que existe mesmo antes de falar, já que a sua primeira palavra foi a de uma conhecida marca de automóveis. Sim, a sério!