Início Notícias Opel Insignia renova-se três anos após o seu lançamento

Opel Insignia renova-se três anos após o seu lançamento

Opel Insignia renova-se três anos após o seu lançamento
0
0

“Aproveitar a onda”

Uma mudança ténue inspirada no novo Corsa, é isso que a Opel pretende fazer no renovado Insignia, modelo de segmento D da marca, e que ganha assim uma componente mais tecnológica.

Esta segunda geração do modelo, recebe um facelift três anos após o seu lançamento, não se sabe se porque terá um ciclo de vida mais curto (de forma a passar para uma plataforma PSA) ou se apenas por estar já assim planeado. Se for a primeira opção, poderá seguir o mesmo caminho do Adam, Karl, Zafira e mais recentemente, do Mokka X.  Já que da “velha guarda” apenas estão presentes este Insignia e o Astra, que também vai ter uma nova geração antecipada já para 2021, tendo por base o 308 III.

Por isso, este restyling não foi motivo de muitos investimentos, contudo, um olhar atento repara nas diferenças, principalmente na dianteira. As óticas, passam a contar com 84 LED independentes, ao invés dos 16 usados até agora. Com um desenho mais similar ao do Corsa, essa inspiração passa também para a grelha mais aberta e com novo padrão e um maior logo, enquanto na traseira, as saídas de escape são mais angulares.

Quanto ao interior, ainda não foi mostrado, mas também é esperado que as mudanças sejam de pormenor, com a inclusão de um sistema de carregamento por indução para os smartphone e uma renovação do sistema multimédia, assim como novos padrões e revestimentos. É igualmente esperado que a traseira de estacionamento seja renovada, com alerta de aproximação de veículos.

Quanto aos motores, não foram dadas quaisquer informações, mas recordamos que o Astra sofreu também uma renovação deste género e atualizou todos os seus motores de forma a melhorar os níveis de CO2, ainda que não tenha adotado motores da PSA. Tudo será conhecido em janeiro de 2020, quando a Opel apresentar o renovado Insignia durante o Salão Automóvel de Bruxelas.

Rodrigo Hernandez Fundador e Director Editorial, criou o MotorO2 em 2012 devido a uma tremenda vontade de escrever acerca da sua grande paixão: os automóveis! Paixão essa que existe mesmo antes de falar, já que a sua primeira palavra foi a de uma conhecida marca de automóveis. Sim, a sério!