Início Notícias Honda recupera recorde na “sua casa” batendo o Mégane R.S. Trophy-R

Honda recupera recorde na “sua casa” batendo o Mégane R.S. Trophy-R

Honda recupera recorde na “sua casa” batendo o Mégane R.S. Trophy-R
0
0

“De novo no topo do seu território”

 

Suzuka é pista complexa, que mistura tanto secções rápidas, como técnicas num formato em “8” muito raro de encontrar. Mas Suzuka também é sinónimo de Honda, já que foi a marca que criou a pista em 1962 como pista de testes para a construtora.

Os muito exigentes 5,8km são usados tanto pelas motos de MotoGP, como pelos monolugares de F1. Mas hoje vamos falar de um outro record: o dos fabricantes.

Os tempos de Nürburgring Nordscheife contam muito, e são os mais famosos. Mas a Renault decidiu levar o seu Mégane R.S. Trophy-R (que já ensaiámos) até à “casa da Honda” e bateu o recorda absoluto para automóveis de produção como “tudo à frente”.

Acham que a Honda se ia ficar?

Vamos falar de tempos. Lewis Hamilton tem o recorde absoluto do traçado nipónico, com 1:30.983 com o seu Mercedes W10 de 2019. Já a Renault conseguiu fazer 2:25.454.

A Honda subtraiu esse tempo ainda mais, arredondando foi menos “segundo e meio”, com 2:23.993. Para se ter uma noção, este Civic é mais rápido do que mitos como o Ferrari F40, McLaren F1 ou o original Honda NSX.

Para alcançar este recorde, também a Honda usou um Civic muito especial. O Civic Type-R Limited Edition conta com o mesmo motor 2.0 VTEC Turbo K20C1 com 320cv e 400nm de binário, conectado a uma muito mecânica transmissão manual de seis velocidades.

Esta versão é 47kg mais leve que a GT, oferecendo ainda a possibilidade de acompanhar todos os detalhes através do sistema de telemetria LogR.

O entusiasmo da Honda foi notório, principalmente em Hideki Hakinuma, chefe do projeto do Civic Type-R: “A Limited Edition reflete a dedicação da Honda em refinar a essência e o prazer de conduzir o Type-R (…) A equipa de engenheiros e eu abraçamos o espirito desportivo que a marca passa de gerações em gerações, e é esta nossa forte paixão que conduz a evolução do Civic Type-R em tornar-se no desportivo ideal.”

Vê o vídeo:

Rodrigo Hernandez Fundador e Director Editorial, criou o MotorO2 em 2012 devido a uma tremenda vontade de escrever acerca da sua grande paixão: os automóveis! Paixão essa que existe mesmo antes de falar, já que a sua primeira palavra foi a de uma conhecida marca de automóveis. Sim, a sério!