Início Ensaios Ensaio by MotorO2 – Citroën DS3 1.2 VTi 82 Chic

Ensaio by MotorO2 – Citroën DS3 1.2 VTi 82 Chic

Ensaio by MotorO2 – Citroën DS3 1.2 VTi 82 Chic
15
0

“Basta ser CHIC!”

O Citroën DS3 é um dos modelos mais apreciados pelos maisjovens (e não só) e apareceu no nosso mercado logo no início de 2010.
Para além de partilhar a plataforma e muitos dos componentescom o C3 as semelhanças acabam logo ai, porque ao contrário da geraçãoanterior, o C3 não contou com uma versão de três portas, o C2. Para isso foi criadauma marca mais exclusiva tendo por base alguns dos modelos da gama Citroën e oDS3 foi o primeiro carro da gama DS
Ainda hoje, este modelo de aspecto “Anti-Retro” continua a chamará atenção por onde quer que passe.     Isto acontece porque alguns pormenoresestéticos presentes no “pequeno Francês” são deliciosos, e mesmo numacor neutra como esta que ensaiamos (temos nesta versão mais 8 disponíveis, bemcomo 5 cores para o tejadilho) continua a admirar todos. Para muitos ainda é umanovidade, o que prova que este automóvel está a envelhecer muito bem.

A versão que ensaiamos, era a mais baixa da gama, denominada Chic, por isso,não contamos com todos os cromados, nem com jantes espetaculares, mas contamoscom os tais pormenores que falei como o pilar B “sui generis” que fazparecer que o tejadilho está suspenso, as cavas das rodas bem salientes e agrelha que se junta com o simbolo da marca Citroën. Na traseira notamos a ausênciado símbolo Citroën, sendo trocado por um par de letras, DS.

Se no exterior os pormenores não deixam ficar mal o DS3, nointerior, já não se passa o mesmo. Existem alguns pontos que nos relembram queestamos perante a versão base deste modelo, como por exemplo o ecrã do rádioantiquado e a falta de plafonier no tecto.
Mas depois destes pormenores menos bons, somos presenteadoscom outros que fazem com que o DS3 se desculpe. Falo na manete da caixa develocidades com um ar retro, no volante e na faixa em cinzento acetinado quepercorre todo o tablier. Estes são aquelas particularidades que provam que osolhos também comem e que mesmo nesta versão menos, digamos, elaborada, tornameste DS3 um produto gourmet, emboramais low-cost.


A posição de condução é correta, muito por culpa das amplasregulações quer do volante quer do assento, o espaço interior é generoso. Nafrente viaja-se sem apertos nem sobressaltos e na traseira, por este ser ummodelo de três portas, encontramos claro as habituais dificuldades de acederaos lugares traseiros. No entanto, num acto bastante”user-friendly”,a Citroën instalou uma pega para ajudar na tarefa de trepar paraos lugares traseiros, e depois de lá estarmos, e se tivermos mais de 1,75m vamossentir-nos algo apertados, o passageiro central também se queixará,  porquea culpa é sempre do mesmo – do túnel central.

No final de 2012 o DS3 recebeu um novo tónico, um novopropulsor para a sua gama, o 1.2 VTi com 82cv com o objectivo de aumentar afaixa de clientes. Que é precisamente o que temos debaixo do nosso capot.
Este 1.2 da nova geração de motores PureTech teve doispropósitos, primeiro, o de substituir o “velhinho” 1.4, e em segundo,oferecer aos clientes um motor a gasolina mais económico e eficiente, logo,mais a ver com o estilo jovial do DS3.
Este motor faz com que os amantes da gasolina evitem os motores a gasóleo, já que a oferta era muito limitada, pois apenas existia o”extinto” 1.4 e o 1.6 THP que tem um preço e consumos mais elevados.
“Motor agasolina que gaste muito é coisa do passado”, e é isso mesmo que viemos acomprovar nos dias que passámos ao volante deste DS3 equipado com o 1.2 VTi de82cv, o tricilindrico fez médias abaixo dos 6 litros aos cem em circuitocombinado e sem muitos cuidados, com uma resposta muito linear devido a seratmosférico, a que lhe chamei carinhosamente de falso lento.

Digo isto porque este motor torna a condução do DS3 superdivertida, o chassis é muito equilibrado e ágil e em conjunto com este motorquase que se torna num pequeno desportivo, já que dá um imenso gozo puxar porestes 3 cilindros, não só pelo som esforçado e cativante que faz e da entregalinear da potência, mas principalmente o de saber que o chassis aguenta bemtoda a potência, e que por isso podemos explorar tudo o que este motor tem paranos dar sem que o DS3 se vire contra nós.
De notar que a reduzida dimensão das jantes penaliza umpouco a condução mais desportiva, mas faz-nos ganhar no conforto, outro dos pontos-chavedeste DS3. Para um veículo pequeno com aspecto desportivo, pensamos logo quevamos sentir bem na pele os efeitos do aspecto. Mas isso não acontece (ou nãoestivéssemos a falar de uma marca Francesa), já que o DS3 possui uns bancos comum excelente apoio e feitos de um material macio, a suspensão está bem afinada,com um bom equilíbrio entre prazer de condução e conforto em qualquer pisoevitando aquele “chocalhar” tipico dos automóveis mais pequenos.

Concluindo, se sempre quis ter um modelo mais arrojado, sem perder todoo espaço interior e não queria gastar assim tanto dinheiro do porquinhomealheiro para ter um carro diferente, este DS3 na versão Chic que conta com o motor 1.2 VTipode ser uma excelente opção, consumos baixos e bom comportamento são imagem demarca. Se não lhe fizer confusão as jantes mais pequenas e a falta deplafonier…
Pontos Fortes:-Motor-Chassis-Consumo
-Cruise Control de série

Pontos menos Fortes:-Alguns pormenores antiquados-Falta de equipamento (obrigatório)-Apoio de braços intrusivo

 

 

Modelo: Citroën DS3 Chic 1.2 VTi 82
Motor: 1199cm3; 82cv/5750rpm; 118nm/2750rpm; Transmissão Manual de 5 velocidades Consumo oficial: 4,6l/100km; Consumo medido: 5,7l/100km
Dimensões e capacidades: Comprimento: 3,948; Altura: 1,458; Largura: 1,715; Capacidade da mala: 285l; Capacidade do Depósito: 50l
Equipamento de série: Jantes de liga-leve 16” Ashera; Faróis de nevoeiro; Suspensão desportiva; Computador de bordo; Cruise-Control com limitador de velocidade; Rádio MP3 + Tomada Jack; Frisos e puxadores cromados.

Opções presentes na unidade ensaiada: Pintura Branco Banquise c/Tejadilho Preto Onix 310€; Pack Select Confort (Apoio de Braços, Ajuda ao estacionamento traseiro, Pack Ambience, AC+ Limpa vidros auto+ acendimento auto de faróis) 1.550€; Luzes de circulação diurna 250€.
Preço Base: 18,488€
Preço da Unidade Ensaiada: 20,598
Preço da Unidade Ensaiada (Oferta Promocional): 19,098€

Texto e Fotos: Rodrigo Hernandez

Rodrigo Hernandez Fundador e Director Editorial, criou o MotorO2 em 2012 devido a uma tremenda vontade de escrever acerca da sua grande paixão: os automóveis! Paixão essa que existe mesmo antes de falar, já que a sua primeira palavra foi a de uma conhecida marca de automóveis. Sim, a sério!