Início Notícias Audi renova o seu SUV topo de gama elétrico e passa a chamar-se Q8 e-tron

Audi renova o seu SUV topo de gama elétrico e passa a chamar-se Q8 e-tron

Audi renova o seu SUV topo de gama elétrico e passa a chamar-se Q8 e-tron
0
0

“Inclusão”

 

O Audi e-tron introduzido em 2018 e produzido mais de 150 mil vezes, mudou de nome, agora é o Q8 e-tron, de forma a inserir-se melhor na nomenclatura usada na gama da marca alemã. Mas este Q8 e-tron transformou-se para lá do seu nome, recebeu também alterações no seu estilo e capítulo técnico.

Assim, o design do Q8 e-tron está mais alinhado com as linhas estilísticas da marca, com uns novos faróis LED (que podem ser Matrix Led) redesenhados, assim como uma nova grelha dianteira “single frame” que integra um elemento de luz horizontal, assim como o logo da marca em 2D. Os para-choques foram revistos, o que melhorou ainda mais a eficiência aerodinâmica do modelo: por exemplo, o Q8 e-tron Sportback consegue um coeficiente aerodinâmico de 0,24Cx (apresentava anteriormente 0,26Cx), com o Q8 e-tron a ter diminuído 0,1Cx face ao modelo pré-restyling.

Os modelos recebem igualmente novas cores e jantes, com as dimensões a terem registado um ligeiro aumento de dimensões. As bagageiras oferecem 569L de capacidade no Q8 e-tron e 528L no Q8 e-tron Sportback.



A Audi aproveitou também para melhorar os elementos de assistência à condução (ADAS), que inclui agora cinco radares e cinco câmeras, assim como 12 sensores de ultrassom. O Remote Park Assist, que permite controlar o carro a partir do exterior através do aplicativo myAudi, também está disponível.

O Audi Q8 e-tron e Q8 e-tron Sportback conta com três níveis de potência e autonomia. Para começar, o 50 e-tron apresenta 340cv e 664Nm, declarando 505km em ciclo WLTP para o Q8 e-tron Sportback (491km para o Q8 e-tron).

O 55 e-tron debita 408cv e 664Nm, atingindo os 600km de autonomia igualmente para o Sportback, algo que o Q8 e-tron apresenta 582km em ciclo WLTP.

Para uma superior performance, o SQ8 está disponível, apresentando 504cv e uns massivos 973Nm de binário, capaz de atingir 210km/h e apresentando um esquema de três motores (um dianteiro e dois traseiros). A autonomia, neste caso, é de 513km para o Q8 e-tron Sportback e 494km para o Q8 e-tron.

No que toca à dinâmica, a Audi dotou todas as versões com suspensão pneumatica controlada eletronicamente, com uma altura variável (até 76mm de curso), bem como uma direção revista para uma maior prontidão nas reações.



Existem ainda diferenças no que aos carregamentos diz respeito. A versão 50 e-tron conta com uma bateria de 89kWh, possível de carregar até uma potência máxima de 150kW. Já os 55 e-tron e SQ8 contam com uma bateria de maiores dimensões (108kWh) que aceita um carregamento de até 170kW, o que permite, em condições ideais, carregar dos 10 aos 80% em cerca de 31 minutos, o que equivale a recuperar 420km de autonomia. O carregador embarcado de 11kW pode ser substituído, via opcionais, por um de 22kW, reduzindo o tempo de carregamento “em casa” até seis horas.

A neutralidade carbónica no interior foi atingida, graças ao Audi Q8 e-tron contar com um uso de materiais reciclados e processos eco-sustentáveis, bem como a existência de equipamentos opcionais com um alto teor de materiais que foram reaproveitados, como é o caso do couro sintético ou a microfibra “Dinamica”, do kit interior S Line, ambas feitas com fibras de poliéster obtidas através de garrafas de plástico usadas, e produzidas através de processos livres de solventes.

A chegada ao mercado dos Audi Q8 e-tron e Q8 e-tron Sportback é esperada para o primeiro trimestre de 2023, com os preços a ainda não serem conhecidos.

Rodrigo Hernandez Fundador e Director Editorial, criou o MotorO2 em 2012 devido a uma tremenda vontade de escrever acerca da sua grande paixão: os automóveis! Paixão essa que existe mesmo antes de falar, já que a sua primeira palavra foi a de uma conhecida marca de automóveis. Sim, a sério!