Início Ensaios Alfa Romeo Giulia Veloce 280 Q4

Alfa Romeo Giulia Veloce 280 Q4

Alfa Romeo Giulia Veloce 280 Q4
0
0

“Un Grande Turismo, vero”

Na Alfa Romeo sempre esteve presente o carácter desportivo, faz parte da filosofia da marca desde a altura da sua criação, em 1910. A “nova vida” da marca de Arese surgiu no ano passado, com o lançamento do Giulia. Depois dos ensaios às versões Diesel equipados com caixa manual e automática, chegou a altura de ensaiar o modelo “intermédio” da gama, com 280cv, algo de que poucos modelos se podem orgulhar…

Num olhar mais atento, o Giulia Veloce não esconde ser o Grande Turismo que é. A sua imagem marcante distingue-se das demais por exibir detalhes exclusivos desta versão, seja no pára-choques dianteiro mais longo e com maiores entradas de ar, seja na traseira com o pára-choques a ser mais complexo, onde a dupla saída de escape se posiciona nos cantos do difusor de ar. As jantes escurecidas, tipicamente “Alfa”, de 19’’ são opcionais, mas melhoram ainda mais a imagem. No seu interior, podemos ver o sistema de travagem aprimorado que pode contar com as maxilas em vermelho como nesta unidade, ou de cor amarela.

O interior também recebe novos toques de muito bom gosto. Para além do volante de fundo plano com o “starter button”, o painel de instrumentos circular dividido, com ecrã multimédia ao meio, o Giulia Veloce recebe novos revestimentos no volante, que dão uma superior aderência na pega, bem como novos bancos em pele, muito confortáveis e que oferecem um excelente apoio, fazendo esperar o que se passará de seguida. Estes podem ser configurados através dos ajustes eléctricos, para uma óptima adaptação ao nosso corpo. Outra diferença face ao “normal” Giulia reside nas inserções em alumínio no painel de instrumentos, no túnel central e nos painéis das portas.

Portanto, uma atmosfera mais desportiva, mas sem perder o cuidado com o conforto, mais uma vez, vamos usar a expressão “Grande Turismo”…

No que toca à mecânica, o Giulia Veloce está disponível com dois motores: o Diesel, que equipa o Giulia Super, mas que aqui desenvolve 210cv; e o 2.0 Gasolina, com 280cv, agora em ensaio, conjugada com o sistema Q4 que é nada mais, nada menos, que um novo sistema de tracção às quatro rodas, fazendo a gestão em tempo real das condições da estrada, para efectuar uma distribuição ideal da potência, de uma forma muito rápida. A vantagem desta solução face a uma tradicional é que contribui com uma melhor eficiência de combustível, uma superior agilidade devido ao baixo peso e, por isso, um maior prazer de condução.

De forma a aumentar ainda mais esse prazer, o Giulia Veloce está apenas disponível com a caixa automática de 8 velocidades ZF. Esta caixa optimiza o ponto de mudança, sendo mais rápida relativamente à manual, conseguindo ainda debitar mais binário, com o mesmo peso, ao mesmo tempo que aumenta a poupança de combustível.

Agora, se me permitem, sobre a parte dinâmica vou falar na primeira pessoa:

A dinâmica do Veloce sobe ainda mais um nível face ao Giulia. As primeiras curvas são feitas a  uma velocidade moderada. Ajusto a temperatura e o GPS para o destino onde vão ser tiradas as fotos. A suavidade do motor é o primeiro ponto, e até estranha, num “mundo” cheio de motores a Diesel, um ponto forte e refrescante para mim. O trânsito de um dia antes de um feriado corta-me a hipótese de passar dos 30km/h, mas o caminho é longo e aqui uso o modo All-Weather, que me poupa gotas de combustível precioso, com o stop&start a fazer bem o seu trabalho. O conforto a bordo, mesmo com jantes de 19’’ é uma constante, muito graças à Alfa Active Supension, que consiste num sistema que controla continuamente o amortecimento da suspensão, através de um aturador montado em cada um dos quatro amortecedores, de forma a ajustar a dureza em relação ao piso, o que para além de aumentar o conforto, incrementa também o prazer de condução e a aderência, preferindo o eixo traseiro, que em casos extremos pode passar até 60% da potência e binário às rodas dianteiras.

O trânsito desaparece e a cidade fica para trás, quando surgem as primeiras curvas. E se a direcção do Giulia já é bastante comunicativa, neste Giulia Veloce com o sistema Q4 torna-se telepática, com a ajuda de um chassis bem afinado e leve. O motor é suave, mas acima de tudo, rápido. Para se ter uma noção, este automóvel atinge os 100km/h, depois de parado, em menos de 5 segundos!

Para saber do que este Veloce é capaz, o selector do Alfa DNA é rodado para Dynamic e o pedal do acelerador torna-se milimétrico, capaz de despertar bem o desportivo que está escondido neste corpo de familiar. A resposta é rápida, sendo muito pouco notório o “lag” do turbo, a suavidade com que a velocidade aumenta é impactante e o som, que em baixas rotações parece até algo desapontante, em altos regimes assume um tom mais sério. Como deve ser. É também neste modo que se pode escolher o amortecimento e são também notórias as diferenças entre o ajuste normal e soft, sendo que nenhum deles fica demasiado desconfortável, se bem que o último é aconselhável para pisos mais degradados, dando também mais confiança a quem vai ao volante.

É altura de ir a contas. Na gama Giulia, este Veloce é também o que está a meio em termos de prestações, acima dele está apenas o fantástico Quadrifoglio. Devemos, portanto, compará-lo com as propostas da gama a gasolina. O Giulia Q4 Veloce com 280cv é mais caro cerca de 10.000€ face ao seu “irmão” Super com 200cv, mas convém relembrar que esta versão que está em ensaio é melhor equipada de série e conta com a tracção integral e os 80cv extra. Quanto ao Quadrifoglio, esse está num campeonato à parte em prestações, mas também em preço, são mais 43 mil euros! Outro automóvel, portanto…

Quanto aos consumos, estes não são exagerados, tendo em conta as performances do Veloce de 280cv. Num circuito Auto-Estrada e estada nacional, ficou pouco acima dos 7 litros a cada cem quilómetros, mas tendo um percurso verdadeiramente misto, com cidade à mistura, o valor sobe para a casa dos 9 litros de gasolina a cada cem quilómetros.

Portanto, é o Giulia Veloce a gasolina uma boa escolha? Sem dúvida! É um automóvel desportivo, mas ainda com pretensões familiares, sem ser desconfortável. A sua agilidade é uma constante, com uma grande aderência mesmo em pisos e condições mais desfavoráveis. Por isso, se gosta do Quadrifoglio, mas a carteira não permite, este é a escolha certa. Se a sua praia é o Diesel, é altura de ver os ensaios ao Giulia Super ou então ir ao configurador da marca e passar uma vista de olhos pela versão Diesel de 210cv e o mesmo sistema de tracção Q4.

Alfa Romeo Giulia Veloce 2.0 280 AWD AT8

Especificações:

Potência – 280cv às 5250rpm
Binário – 400Nm às 225o rpm
Consumo Combinado Anunciado – 6,4L/100km
Consumo Combinado Medido – 8,3L/100km
Aceleração 0-100km/h (oficial): 4,9s
Velocidade máxima (oficial): 240km/h

Preços:
Alfa Romeo Giulia Veloce desde: 54.350€
Preço base da versão ensaiada: 55.250€
Preço da viatura ensaiada com extras: 66.605€

Fotos: Rodrigo Inocêncio 

Giulia Veloce 280
16.5 Pontos
O que gostámos mais:
- Motor explosivo, caixa de velocidades e sistema Q4
O que gostámos menos:
- Consumos, preço com opcionais
Resumindo e concluíndo:
O Veloce pode ser uma escolha cativante para quem pretende um desportivo, mas não precisa de uma proposta tão brutal como o Quadrifoglio. Os 280cv estão bastante presentes e o sistema de tracção integral consegue gerir bem essa potência.
Motorização18
Perfomances18
Comportamento18.5
Consumos14.5
Interior17
Habitabilidade15
Materiais/Qualidade de construção16.5
Equipamento de Série15.5
Value for Money15.5

“A pontuação acima é totalmente da nossa opinião. Esta, tem a ver com o modelo e versão ensaiadas, tendo em conta o segmento onde a mesma se insere.”

Legenda da pontuação:
0-5: Mau;
5-10: Satisfaz Pouco;
10-15: Razoável;
15-17: Bom;
17-19: Muito Bom;
19-20: Excelente;

Rodrigo Hernandez Fundador e Director Editorial, criou o MotorO2 em 2012 devido a uma tremenda vontade de escrever acerca da sua grande paixão: os automóveis! Paixão essa que existe mesmo antes de falar, já que a sua primeira palavra foi a de uma conhecida marca de automóveis. Sim, a sério!

Deixar uma resposta