Início Notícias Renault cria incentivo ao abate e oferece Via Verde com 200€ para clientes ZOE

Renault cria incentivo ao abate e oferece Via Verde com 200€ para clientes ZOE

Renault cria incentivo ao abate e oferece Via Verde com 200€ para clientes ZOE
0
0

“Plano de ataque!”

A Renault recebeu os órgãos de comunicação para comunicar os seus números de 2019, assim como o plano de ação para 2020.

Sobre o ano passado, a marca francesa não podia estar mais positiva, já que se tratou do seu 22º ano consecutivo na liderança, algo nunca visto no mercado nacional. As suas vendas significaram 14,11% de quota, num dos períodos mais fortes desta liderança (o outro foi entre 2003 a 2005). Com isto a Renault vendeu em 2019 37.007 unidades de veículos de passageiros e comerciais, com o Clio a dominar a tabela de vendas pelo sétimo ano consecutivo, ou seja, durante toda a sua carreira do Clio IV, com 7370 unidades vendidas.

Mas, também houve espaço a curiosidades, como o caso da venda do Renault “1,5 milhão”, comercializado em Beja nos últimos dias do ano, algo que significa ainda mais quando a Renault Portuguesa comemora 40 anos no nosso mercado em 2020, em que 35 deles esteve na liderança.

A Dacia tem uma “realidade” bem diferente da sua “irmã” Renault, já que praticamente todos os seus clientes são provenientes do canal privadoo, e não das frotas ou rent-a-car. Ainda assim, a marca conseguiu aumentar a sua presença no mercado com 2,61 pontos percentuais, mais que os 2,56% registados em 2018. De maneira a se entender melhor a posição da marca no mercado, a Renault referiu que se falássemos apenas de clientes privados, a Dacia estaria num TOP 5.

Para este ano, a tarefa é de consolidar (ainda mais) a liderança, com um foco nos elétricos, de forma a conseguir cumprir o plano CAFE, ou seja 10% das suas vendas serem elétricos ou híbridos.

Híbridos? Sim, e podes conhecê-los aqui.

Segundo o mapa, irão chegar em Junho (Clio E-TECH e Captur E-TECH Plug-In), Setembro (Megane E-TECH Plug-In) e Dezembro (Captur E-TECH). Mas não só, já que também contaremos com um novo modelo elétrico da Renault e outro da Dacia.

Nesse plano de lançamentos ainda contamos com a chegada do desportivo Megane RS Trophy R, as “Phase 2” do Megane, Espace e Talisman (evoluindo sobretudo a vertente tecnológica).

Mas as surpresas não ficam por aqui.

Isto porque apresentaram planos para divulgar e promover o automóvel elétrico.

Chamado de ECO Plan é um programa que conta com cinco vertentes, e que pretende renovar o nosso parque automóvel (um dos mais envelhecidos da EU) contando como principal “recruta” para essa tarefa o quinto modelo mais vendido da marca, o ZOE.

Talvez o ponto mas importante deste plano seja o ECO Abate, um incentivo feito pela Renault para retirar nas estradas um modelo com idade igual ao superior a 12 anos, com um desconto que varia consoante o tipo de automóvel adquirido. Segue a tabela abaixo.

Este plano também é válido para a Dacia, mas com diferentes valores: 800€ no diesel, 600€ no GPL e 450€ nos Dacia a gasolina. Sempre acumuláveis com outras campanhas que estejam em vigor.

O segundo ponto deste ECO Plan é o Classe Zero, que é o mais inovador de todos. Para quem comprar (ou já tenha comprado desde 2013) um ZOE, receberá um identificador Via Verde carregado com 200€, um incentivo de forma a demonstrar que os automóveis elétricos “não são só para ir ao pão”, e a Renault fez as contas e refere que daria para: 285 percursos entre Oeiras – Lisboa – Oeiras, 222 percursos entre Vila Franca de Xira – Lisboa – Vila Franca de Xira ou 74 entre Cascais – Lisboa – Cascais.

O ECO Charge é o terceiro pilar, que passará a usar as redes de concessionários da marca para carregamento de automóveis elétricos, alargando assim o espectro e tirando algumas limitações aos proprietários deste tipo de veículos, no total serão 60 postos. Nisto foi ainda revelado que a marca contará já em Fevereiro com um centro de reparação de baterias em Loures, que diminuirá em muito o tempo de reparação deste componente.

Resta falar do ECO Tour, que é um roadshow que pretende “desmistificar” alguns medos e duvidas sobre os elétricos, o que para foi muito bem explicado por Ricardo Oliveira, diretor de comunicação da Renault: “Poucos conhecem automóveis elétricos, mas todos têm opinião sobre eles (…) nós queremos alterar isso.”  Portanto irá iniciar-se de norte a sul do país, uma inciativa de divulgação do automóvel elétrico com especialistas prontos a tirar qualquer dúvida, tendo obviamente como destaque o novo ZOE. Para os profissionais (maior cliente de automóveis elétricos) a Renault irá fazer workshops dedicados.

O último dos cinco planos é o ECO Mobilty, um plano financeiro que surge como alternativa à aquisição de viatura, que segundo a marca será o futuro, já que o automóvel próprio tenderá a ser uma “coisa do passado”. Tem como foco o aluguer operacional ou renting.

Rodrigo Hernandez Fundador e Director Editorial, criou o MotorO2 em 2012 devido a uma tremenda vontade de escrever acerca da sua grande paixão: os automóveis! Paixão essa que existe mesmo antes de falar, já que a sua primeira palavra foi a de uma conhecida marca de automóveis. Sim, a sério!