Início Notícias Apresentação – Koenigsegg One:1

Apresentação – Koenigsegg One:1

Apresentação – Koenigsegg One:1
7
0

A Koenigsegg revelou o seu novo desportivo, o One:1, que temcomo objectivo vir a ser o Automóvel de produção mais rápido do mundo.

A marca Sueca criou o que diz ser um “Mega Carro”já que o One:1 oferece um megawatt de potência, o que significa que entrega aocondutor uma potência de 1341cv e um incrível binário de 1371Nm às 6000rpm. Opeso, apenas 1341kg, ou seja este “Mega Carro” tem uma potência de1cv por kg.
A potência é enviada para as rodas através de uma caixa dedupla-embraiagem com 7 velocidades e um diferencial electrónico que faz com queo modelo consiga cumprir a (estranha) tarefa dos 0 aos 400km/h em cerca de 20 segundos!

Depois de chegar a esta velocidade, o Koenigsegg necessita de apenas 10 segundos para voltar aos 0km/h.E quando se circula a 100 km/h apenas de 28metros para se imobilizar.
Este potente sistema de travagem veio do outro modelo damarca, o Agera R. Por isso o One:1 tem uns discos em cerâmica de 397mm  com seis pistões e na traseira conta com unsde 380mm e de quatro pistões. A Koenigsegg actualizou também as suspensões comamortecedores activos.
O One:1 usa jantes de 19′ na frente e 20′ na traseira, jantesessas que são em carbono, envoltas nuns pneus Michelin Cup especialmente desenvolvidospara o modelo, estes pneus aguentam umavelocidade de 440km/h. 

O motor não funciona apenas com gasolina convencional,mas também com biocombústivel E85 ou combústivel de corrida. A distribuição depeso é de 44% na frente e 56%  natraseira.
Este “mega-carro” pode ser visto no Salão deGenebra que começa já na terça-feira. Já só pode mesmo ser visto porque a marca Sueca apenas irá produzir6 unidades, e todas elas já tem dono.

Rodrigo Hernandez Fundador e Director Editorial, criou o MotorO2 em 2012 devido a uma tremenda vontade de escrever acerca da sua grande paixão: os automóveis! Paixão essa que existe mesmo antes de falar, já que a sua primeira palavra foi a de uma conhecida marca de automóveis. Sim, a sério!