Início Ensaios Volvo V60 D4 Momentum

Volvo V60 D4 Momentum

Volvo V60 D4 Momentum
0
0

“Senhora carrinha”

Todas as marcas têm algo em que se focam, algo em que se destacam. A Volvo tem algo principal: a segurança. A marca é implacável neste campo, e projeta os automóveis de raiz a pensar neste ponto, seja pela ativa, que sentimos em qualquer momento a bordo de um dos automóveis da marca, seja a ativa, caso algo corra menos bem, e aí sentimos sempre uma segurança extra. Mas a Volvo tem ainda um outro importante sinónimo: as carrinhas.

São 65 anos, os que nos separam desde que a construtora sueca lançou a Duett, a sua primeira carrinha, e desde aí foram mais de 6 milhões as unidades que encontraram “uma família”, prontas para desempenhar o seu papel.

Mas o que é que as carrinhas Volvo têm de tão bom? Vamos descobrir!

Primeiro, o design inconfundível. Mesmo após a revolução de que a marca foi alvo nos últimos anos, as carrinhas continuam com alguns elementos que lhe dão destaque, como as linhas direitas e os grupos óticos traseiros inconfundíveis. Hoje, juntam a isso a simplicidade e a beleza moderna que a marca tem vindo a aprimorar, e que chegou a um alto nível nesta proposta. Ainda mais equilibrada que a V90, a V60 consegue apresentar um capot longo e de imagem dinâmica, sem perder a elegância, numa lateral que apresenta uma superfície vidrada estreita e de boas proporções, com uma traseira nova, onde estão obviamente os farolins que falamos acima.

Depois, para uma carrinha resultar tem de ter espaço, e nisso a Volvo melhorou a V60. Não que a anterior fosse pouco espaçosa, mas esta ultrapassa as suas rivais diretas que falam alemão, seja nos lugares traseiros ou, principalmente, na bagageira que aumentou para os 529L de superfície plana, de fácil acesso e muito modular. A qualidade dos materiais e da montagem saiu elevada nesta nova geração. E não, não se espere que este interior seja muito diferente das outras propostas da marca, a identidade está cá, ou seja: simplicidade, ergonomia e conforto.

A tecnologia é outro ponto importante, e só aí já contamos com grande parte da segurança. Vamos por partes.

Existe a tecnologia que nos ajuda a desfrutar da viagem, como é o caso das colunas de som da Harman/Kardon (podem também ser Bowers&Wilkins), ou dos sistemas multimédia como o Apple Car Play. Esse bem-estar a bordo também pode vir do conforto da navegação, que é projetada no vidro através do Head-UP display, ou no personalizável painel de instrumentos. Ou então, a tecnologia de “mãos dadas” com a segurança, como é o caso do cruise-control ativo, e condução semiautónoma, luzes de máximos adaptativos, câmaras de estacionamento, leitura de sinais, ou mesmo a estreia mundial do One Coming Mitigation, ou seja, a nova Volvo V60 consegue “observar” se existe a possibilidade de impacto através de um automóvel que circule em contramão, e se não conseguir evitar, trava o máximo possível, e prepara os passageiros para o impacto, de forma a diminuir as lesões. Mais um passo em direção ao compromisso que a marca tomou: “zero mortes na estrada em 2020” …

Mas como um automóvel é feito para andar e, no caso de uma carrinha Volvo, para “devorar quilómetros” em família, temos de saber como se comporta.

A unidade ensaiada contava com o nível intermédio, Momentum, ligada ao motor diesel mais potente, o D4 de 190cv conjugado com a transmissão automática de 8 velocidades, que encarece em 2.158€ em comparação com a caixa manual de 6 velocidades. Vale a pena, graças à maior disponibilidade, suavidade e conforto na tarefa da condução.

Este conjunto motor/transmissão já nos é conhecido, sendo muito equilibrado na entrega da sua potência, em troca de uns consumos comedidos (6,7l/100km), tendo em conta o tipo de automóvel, já que a V60 “atira-se” para uns respeitáveis 1844kg de peso. Incrivelmente, ao volante eles não são notórios, com uma boa fluidez na condução, fruto de uma suspensão muito bem afinada e que oferece conforto aos ocupantes mesmo com jantes de 19’’. A direção é outro dos pontos fortes, com um peso “on point”, que nos dá um bom feedback em caminhos sinuosos e uma leveza necessária em cidade.

Aprofundando, as prestações são mais que suficientes, com a aceleração até aos 100km/h a acontecer em menos de 8 segundos, e a velocidade máxima a chegar aos 220km/h. Sendo que isso não vai ser o ponto de avaliação dos potenciais clientes, podemos garantir boas recuperações graças aos 400Nm de binário que são entregues no seu valor máximo entre as 1750 e as 2500rpm.

Quanto ao preço, a Volvo V60 inicia os seus preços nos 43.842€. Para esta unidade, o preço ascende aos 66.720€, tendo em conta que já inclui os Packs Xenium, IntelliSafe Pro e Business Connect, para além de contar com as bonitas jantes de 19’’ e o sistema de som premium.

No final de contas, porque é que a Volvo V60 é a “Senhora Carrinha”? Porque agrada a todos, o condutor conta com uma boa experiência de condução, não é a mais dinâmica, mas tem um bom balanço. Os passageiros contam com muito equipamento, que contribui para uma sensação de segurança sempre presente, como o conforto. E por fim, e não menos importante, a Volvo V60 é uma “bela sueca” que dá vontade de apreciar…


Volvo V60 D4 Momentum 

Especificações:

Potência combinada– 190cv/4250rpm
Binário combinado – 400Nm às 1750 ~ 2500rpm
Aceleração do  0-100 (oficial): 7,9s
Velocidade Máxima (oficial): 220km/h
Consumo Combinado Anunciado – 4,5L/100km
Consumo Combinado Medido – 6,5L/100km

Preços:
Volvo V60 desde: 43.842€
Volvo V60 Momentum desde: 47.840€
Unidade ensaiada: 66.736€


Carrega nas fotos e vê esta Volvo V60 D4 em detalhe:

P.S: Pedimos desculpa pela qualidade das fotos, mas a nossa máquina teve um pequeno “acidente”…
Rodrigo Hernandez Fundador e Director Editorial, criou o MotorO2 em 2012 devido a uma tremenda vontade de escrever acerca da sua grande paixão: os automóveis! Paixão essa que existe mesmo antes de falar, já que a sua primeira palavra foi a de uma conhecida marca de automóveis. Sim, a sério!