Início Ensaios Smart Fortwo Cabrio Twinamic

Smart Fortwo Cabrio Twinamic

Smart Fortwo Cabrio Twinamic
0
0

“O pequenote está crescido”

O Smart é um caso único de popularidade. Único devido as suas dimensões diminutas e à sua filosofia sem igual. Agora, que está quase a fazer 20 anos de ter sido apresentado, o Fortwo vai na sua terceira geração e como tal conta com a icónica versão cabrio, que é precisamente a novidade que temos em ensaio.

O Fortwo cabrio apresenta o mesmo estilo que a versão “fechada”, apenas com a célula tridition a ser mais estreita no pilar B, permanecendo assim com a sua silhueta tradicional.

A marca apresenta-o como “três carros num só”, algo explicado pelo facto deste poder ser completamente fechado, abrir somente o tecto ou então ser um descapotável verdadeiro, dando a possibilidade de ser tirada parte da célula tridition para um momento completamente topless!

Mas antes, como é conduzir um Fortwo?

Antes deste ensaio, nunca tinha feito grandes deslocações ao volante do Smart mais pequeno, já para não falar que foram mesmo apenas alguns metros. Mas foi o suficiente para perceber que este pequeno companheiro está crescido, e não apenas em tamanho (2,69m).

Notei sim, que ele cresceu na sua presença em estrada. O Fortwo é agora um automóvel que se pode aventurar mais fora de cidade, oferecendo uma maior confiança graças às suas ligações ao solo revistas e controlos electrónicos de estabilidade que ajudam até a contrariar os ventos cruzados, óptimo em auto-estrada. O conforto a bordo sai assim muito a ganhar, e não apenas devido à melhoria em segurança, mas também pela qualidade acústica que evoluiu bastante, fazendo-se sentir também menos vibrações no interior, mesmo que o motor esteja a cerca de dois palmos das nossas costas…

Motor esse que é o menos potente, com 71cv, mas que serve (e bem) para as “encomendas” normais da vida de um Fortwo. A caixa Twinamic é um grande aliado por proporcionar um grande conforto e suavidade de condução (uma das grandes evoluções) ao mesmo tempo que explora bem os regimes deste 999cm3.

Mas é no seu interior, e não no exterior como se poderia pensar, que se consegue verificar o “design funcional inteligente” que a marca emprega, com um espaço a bordo jovial e bem desenhado, oferecendo bastante luminosidade, mas acima de tudo, espaço. Sim, isso mesmo, pode parecer estranho, mas não se vai sentir apertado neste pequeno automóvel!

O equipamento é vasto, sendo o principal ponto de destaque o monitor central táctil que “esconde” as funções de rádio, telefone, navegação e até umas aplicações que nos ajudam a ser mais eficientes. Eficiência essa que está dentro dos espectável, tendo sido por nós obtida uma média de 5,0l consumidos por cada 100km.

Se o sol brilhar, como tivemos a sorte de acontecer, podemos optar por abrir a capota em lona “Tritop”, com accionamento eléctrico. Esta destapa-se em apenas 12 segundos, sem limite de velocidades, por isso não há desculpa para uma chuvada repentina. Esta não prejudica o isolamento acústico e é perfeitamente impermeável, sendo bem acabada, com uma espessura de 20mm. O óculo traseiro é em vidro e conta até com a resistência de desembaciamento.

Continua a ser o rei da cidade? Claro que sim! E agora arrisca-se a ser também o rei das praias e dos passeios à beira mar. Mais polivalente do que nunca, o Fortwo revelou-se uma surpresa devido à sua superior suavidade, ao espaço interior, ao equipamento e com especial foco para a caixa Twinamic, que é um aliada de peso à condução. Só a capota em lona é metade deste Fortwo, por isso não há razão para não a escolher. Sempre que vier um belo dia de sol, vai-me agradecer o conselho!

Smart Fortwo Cabrio 71cv Twinamic Passion

Especificações:

Potência – 71cv às 6000rpm
Binário – 91Nm às 2850rpm
Consumo Anunciado (Medido) – 4,3l/100km (5,0l/100km)

Preços:

Preço Base Smart Fortwo Cabrio Twinamic: 14.394€
Preço da versão ensaiada: 18.615€*

 

 

 

Rodrigo Hernandez Fundador e Director Editorial, criou o MotorO2 em 2012 devido a uma tremenda vontade de escrever acerca da sua grande paixão: os automóveis! Paixão essa que existe mesmo antes de falar, já que a sua primeira palavra foi a de uma conhecida marca de automóveis. Sim, a sério!