Início Ensaios KIA Picanto 1.0 T-GDi 100 X-Line

KIA Picanto 1.0 T-GDi 100 X-Line

KIA Picanto 1.0 T-GDi 100 X-Line
0
0

“O Ideal”

A Kia tem, no Picanto, uma das propostas mais racionais do mercado, com um bom espaço interior, cinco portas e uma das maiores bagageiras do segmento. Agora, senhor de uma aparência mais simpática, “pisca o olho” aos clientes mais jovens e exigentes. Mas para aumentar essa percepção de qualidade e desejo de adquisição, a KIA foi ao seu “banco de peças” e criou o que é, para nós, o “Picanto Ideal”.

Porquê ideal? Porque este é o X-Line, ou seja, muita da sua inspiração provém dos crossovers, que tanto estão na moda, e incorpora esse estilo neste modelo citadino. Para isso, coloca para-choques distintos, diversos acabamentos em plástico negro que revestem os quatro cantos da carroçaria, assim como pormenores estéticos mais desportivos, como a dupla ponteira de escape cromada, jantes de maiores dimensões e um grupo ótico exclusivo.

“A Kia foi ao banco de peças (…) e criou o Picanto X-Line…”

O interior não difere assim tanto de qualquer outro Picanto, facto que não é penalizador, já que este KIA é bastante bem construído (não se esperem excelentes materiais neste segmento), com uma posição de condução confortável e fácil de encontrar. É ao volante que o condutor se pode questionar se está num modelo do segmento certo, já que o volante em pele de fundo plano, o sistema de infotenimento muito completo, que conta com navegação e câmara traseira, bem como o apoio de braço são, muitas vezes, elementos que acabam por não estar disponíveis em outras propostas.

O interior também merece uma nota positiva pelo seu espaço a bordo, com os passageiros da frente bem acomodados, sem prejudicar os traseiros que contam ainda assim com um aceitável espaço para as pernas, sem muitas concessões. Ainda que o Picanto “aceite” três passageiros atrás, o ideal são dois. Há boa vontade, mas não há milagres… Já a bagageira de 255L é outro dos trunfos deste modelo.

Mas o Picanto X-Line é mais do que apenas estética, já que esta é também a versão mais potente do pequeno modelo da KIA.

“Micro-Crossover Desportivo…”

Pedindo emprestado o motor 1.0 T-GDi que equipa o Rio e o Stonic, o Picanto conta nesta versão com 100cv, que lhe dão um fôlego extra, num automóvel que passa marginalmente a barreira dos 1000kg. Conectado a uma caixa manual de cinco velocidades, precisa e de engrenamento suave, explora este propulsor da melhor maneira, dando uma superior desenvoltura no trânsito urbano.

Esse andamento, é também mantido no perímetro extra-urbano, com a velocidade a ser suportada sem qualquer tipo de dificuldades, o que também nos é logo apresentado na sua fica técnica, com uma aceleração dos 0 aos 100km/h em pouco mais de dez segundos e uma velocidade máxima de 180km/h.

Na prática, o Picanto X-Line mostra-se bastante agradável de conduzir, com uma direcção que conta com um bom peso e melhor feeling, comparativamente ao seu antecessor. A suspensão foi “subida” 15mm, de forma a dar o tal cariz mais crossover, ainda assim, não se perde aderência ou confiança em curva, o que torna este X-Line num “Micro-Crossover Desportivo”.

Sem exageros, é claro, mas as prestações são muito aceitáveis e até dão um entusiasmo extra à condução, sem prejudicar os consumos. O conforto continua num bom nível, tanto pelo acerto das suspensões, que mesmo com uma pequena carroçaria absorve bem as irregularidades, como pelo cuidado com a insonorização, com um motor que apenas a frio se faz sentir mais.

Como conclusão, faz sentido esta versão? Sim! São mais 1000€ que a versão abaixo (GT Line). Um valor elevado, ainda para mais neste segmento em que cada euro conta, mas o GT Line, que equipa com o 1.2 atmosférico de 82cv, conta com o mesmo nível de equipamento, e o pulmão do turbo e dos 16cv extra dão-lhe um maior “à vontade” fora das cidades.

O seu aspecto crossover torna-o mais apetecível, mas não passa disso mesmo, de um aspeto. Portanto, não explore montes e vales, porque é capaz de ficar dentro deste último…

“Precisas de mais espaço?”
Vê o KIA Rio, equipado com o motor deste Picanto…

KIA Picanto 1.0 T-GDi X-Line

Especificações:

Potência – 100cv às 4500rpm
Binário – 172Nm às 1500 ~ 4000rpm
Aceleração dos 0-100 (oficial): 10,1s
Velocidade Máxima (oficial): 180km/h
Consumo Combinado Anunciado (Medido) – 4,5l/100km (5,8l/100km)

Preços (c/campanha):
Kia Picanto desde: 10.130€
Preço da versão ensaiada: 13.580€
Preço da unidade ensaiada: 14.480€

Carrega nas fotos e vê este KIA Picanto X-Line em detalhe:

KIA Picanto X-Line
16.1 Pontos
O que gostámos mais:
- Equipamento - Performances - Bagageira - Preço
O que gostámos menos:
- Funcionamento a frio - Som a frio
Resumindo e concluíndo:
O KIA Picanto não tem muitos pontos negativos, e nesta versão X-Line de 100cv, muito menos. O Equipamento é vasto, e o comportamento bastante bom. As cinco portas, cinco lugares e uma boa bagageira e fazem o resto por este modelo.
Motorização16.5
Perfomances17
Comportamento16
Consumos16
Interior15.5
Habitabilidade17
Materiais/Qualidade de construção15.5
Equipamento de Série16
Value for Money15.5

“A pontuação acima é totalmente da nossa opinião. Esta, tem a ver com o modelo e versão ensaiadas, tendo em conta o segmento onde a mesma se insere.”

Legenda da pontuação:
0-5: Mau;
6-10: Satisfaz Pouco;
11-15: Razoável;
16-17: Bom;
18-19: Muito Bom;
20: Excelente;

Rodrigo Hernandez Fundador e Director Editorial, criou o MotorO2 em 2012 devido a uma tremenda vontade de escrever acerca da sua grande paixão: os automóveis! Paixão essa que existe mesmo antes de falar, já que a sua primeira palavra foi a de uma conhecida marca de automóveis. Sim, a sério!