Início Notícias Conhece os números de 2018 e as novidades de 2019 da Mercedes!

Conhece os números de 2018 e as novidades de 2019 da Mercedes!

Conhece os números de 2018 e as novidades de 2019 da Mercedes!
0
0

“Chuva de novidades, para comemorar um ano de estrelas”

É certo, e mais que sabido, o “peso” da Mercedes-Benz. Seja no nosso país, na Europa ou no mundo. E foi precisamente por aí que começou o resumo dos resultados do grupo Daimler sobre o ano 2018. E que ano!

Para começar, a marca conseguiu os melhores resultados de sempre, pelo sexto ano consecutivo, consolidado a 3ª posição geral no ranking das marcas mais vendidas em Portugal, ficando atrás da Renault (1ª) e Peugeot (2ª). Este lugar é ainda mais impressionante, visto que a Mercedes-Benz é uma marca claramente premium.

E como é que isso foi possível?

Como foi possível uma marca conseguir comercializar 16.464 automóveis ligeiros (quota de 7,2% de penetração de mercado). Como?

Simples, mas complexo. Através de uma rede de concessionários bem articulada e a trabalhar de forma estreita com o importador, assim como uma grande imagem conseguida pela marca em todos os públicos, e isso cria desejo, muito desejo…

A imagem de marca é importantíssima, e a Mercedes-Benz pode-se vangloriar disso, já que é a terceira marca com mais impacto em Portugal, numa marca mais jovem e abrangente. E o cliente querer algo e mostrar interesse, já é “meio caminho andado…”

Para além dessas vendas, a Mercedes-Benz consolidou ainda o seu programa Mercedes-Benz Certified, que garantiu 5.000 automóveis vendidos no mercado de usados. Outro ponto interessante é a afluência às oficinas oficiais da marca, que garantem assistência a 40% do parque rolante da marca, nas nossas estradas. Esses 40% equivalem a cerca de 140.000 automóveis.

Depois destes grandes resultados, a Mercedes-Benz apresentou através de Nuno Mendonça (Diretor Geral e Vendas e Marketing) as novidades que podemos esperar neste ano de 2019:

Em resumo, são 9 novos modelos, 3 facelifts, assim como 6 novos motores. Num ano que vai contar com a inclusão da sua nova marca, a EQ, assim como a promessa de uma experiência mais imersiva para o consumidor, através do MercedesMe.

Classe A

O modelo lançado em Maio tem sido já um grande sucesso, conseguindo uma importante fatia das vendas, com 3124 unidades, apenas com caixa automática.

No próximo ano conhecerá novos motores, com a inclusão do 160d (mais barato) assim como caixa manual (que o português tanto gosta). As versões desportivas serão asseguradas pelo novo A35 que chegará já nos próximos meses, assim como o A45s AMG, que deverá chegar aos concessionários durante o segundo semestre de 2019.

A ofensiva Plug-in irá abranger toda a gama, por isso a Mercedes-Benz irá também lançar o A250e. A versão Limousine chegará já a 23 de Março, e custará mais 1250€ que o hatchback, estando disponível com as mesmas motorizações.

Classe B

O modelo foi revisto, contando agora com uma imagem mais dinâmica e com um superior dinamismo. Será lançado a 16 de Fevereiro, com completa gama de motores ainda, à qual se juntará a caixa manual em Junho, e o Plug-In em Setembro.

GLC

Este SUV, grande responsável pelo sucesso da marca, dará a conhecer o seu restyling em junho, e com ele trará o importante motor OM654, estreado recentemente na gama C. Tal como nos outros modelos, existirá um Plug-In, mas só chegará depois do verão. Na foto a versão GLC63 AMG.

 

CLA

Recentemente apresentado, o modelo é agora mais consensual, mesmo que a primeira geração do modelo tenha tido um sucesso verdadeiramente assinalável. Os motores serão o diesel 180d de 116cv e o gasolina 200, com 163cv. Os mesmos que o Classe A. Chega em maio, a Shooting Brake, em Setembro.

Classe C/E

O ‘grande’ Classe E, importante modelo para a marca, e um dos mais antigos, conhecerá uma versão Plug-In, de maior relevância para as empresas, e isso acontece já em Janeiro. O Classe C também contará com uma variante Plug-In, que promete 50km de autonomia, e uma potencia de 316cv.

 

EQC

A nova coqueluche chegará no segundo semestre de 2019, ainda sem preços revelados, mas que é um modelo que a marca deposita grandes esperanças e espera que seja um dos verdadeiros impulsionadores dos automóveis elétricos, e que tire as duvidas “de uma vez por todas” neste novo tipo de mobilidade. Promete uma autonomia de 400km e uma potência elevada, com 408cv.

GLB

A maior novidade da marca, SUV que ficará entre o GLA e o GLC. Os pormenores não foram muitos, mas chegará no final do ano, sendo mais um dos futuros responsáveis no crescimento das vendas. Com uma imagem mais ‘boxy’, pretende transmitir um ar mais radical, ao mesmo tempo que irá oferecer um amplo espaço interior, com sete lugares de série.

GLE

SUV, com sete lugares opcionais. Chega em Março, e logo no lançamento contará com motores Plug-In, para além de “normais”, leia-se, de combustão. Diesel e gasolina. Já conta com o sistema MBUX estreado no classe A, assim com um novo sistema E-Active Body Control.

 

 

smart: “O ano da despedida…”

Importa ainda falar da smart, que entra agora num ano de despedida. Despedida dos motores a combustão, já que em 2020, a marca apenas contará com motores elétricos. Contudo, implica ressalvar que o construtor de pequenos citadinos, conseguiu o seu segundo melhor ano de sempre em Portugal, vendendo 3205 unidades, com 58% dessa fatia a pertencer ao ForTwo, maioritariamente equipado com caixa automática.

Destes, 11% são EQ, ou seja, elétricos.

Espera-se um grande desafio, mas que a marca diz estar pronta para a mudança, mesmo que isso implique um ou dois anos com vendas inferiores ao que tem sido normal.

Em suma, no final de um excelente 2018, avizinha-se um 2019 que a marca espera que seja de consolidação, com a inclusão de muitos Plug-in, uma “marca nova”, e com a smart que se prepara para fazer uma verdadeira “revolução”. Os responsáveis estão tão confiantes no sucesso deste ano, que disseram em determinado momento: “tivéssemos nós um segmento B e seriamos lideres de mercado…”

Rodrigo Hernandez Fundador e Director Editorial, criou o MotorO2 em 2012 devido a uma tremenda vontade de escrever acerca da sua grande paixão: os automóveis! Paixão essa que existe mesmo antes de falar, já que a sua primeira palavra foi a de uma conhecida marca de automóveis. Sim, a sério!