Início Notícias “Não há casamento” – FCA e Groupe Renault afastam-se nas negociações

“Não há casamento” – FCA e Groupe Renault afastam-se nas negociações

“Não há casamento” – FCA e Groupe Renault afastam-se nas negociações
0
0

“Questões superiores…” 

A FCA (Fiat Chrysler Automobiles) anunciou que retirou a sua proposta de fusão com a Renault de forma imediata. Num comunicado revelado à imprensa, a FCA declara que “continua firmemente convencida da componente lógica e transformacional de uma proposta que foi amplamente apreciada desde que foi submetida, cuja a sua estrutura e termos foram cuidadosamente equilibrados de forma a oferecer benefícios substanciais para ambas as partes. No entanto, foi tornado claro que as condições políticas Francesas não são as ideais para que essa combinação prossiga com sucesso”.

Não foi conhecida a verdadeira causa dessas condições politicas, mas ainda ontem, durante a tarde, a Renault emitiu um breve comunicado, dizendo apenas que o seu conselho de administração “não pode tomar uma decisão devido a um pedido (…) do estado francês para adiar a votação para um conselho posterior”.

De um lado, a Renault parecia pensar ainda na decisão a tomar, enquanto a FCA não se sentiu confortável com as hesitações, o que leva a crer que esta quebra de negociações seja unilateral.

No final do comunicado feito pela FCA, foram expressados os melhores agradecimentos ao Groupe Renault, bem como aos parceiros de Aliança (Nissan Motor Company e Mitsubishi Motors Corporation) pela forma construtiva que analisaram todos os aspetos desta proposta.

De momento não se sabe se a marca entrará em conversações com outros grupos ou investidores, nesta que foi uma verdadeira negociação, e não apenas um “boato” como tem sido reportado nos últimos meses.

Rodrigo Hernandez Fundador e Director Editorial, criou o MotorO2 em 2012 devido a uma tremenda vontade de escrever acerca da sua grande paixão: os automóveis! Paixão essa que existe mesmo antes de falar, já que a sua primeira palavra foi a de uma conhecida marca de automóveis. Sim, a sério!