Início Ensaios Lexus IS300h F-Sport+

Lexus IS300h F-Sport+

Lexus IS300h F-Sport+
0
0

“Filosofia Japonesa”

Todos os países construtores de automóveis têm os seus métodos e maneiras, há um saber fazer tipicamente japonês que não deixa de nos impressionar. O Lexus é talvez o melhor exemplo disso, em que a precisão e detalhe são impressionantes, e nem é preciso ser um modelo de topo para se constatar isso.

O Lexus IS sofreu recentemente um leve restyling para o manter atual, o que na realidade nem era muito necessário, e por isso, pouco mudou em termos estéticos. Apenas alguns detalhes, como os novos grupos óticos mais esguios, pormenores que fazem com que este automóvel de Segmento D continue a contar com a imagem desportiva e atlética, uma das melhores no mercado, ainda para mais nesta versão F-Sport.

Contudo, esta estética esconde um automóvel preocupado com o ambiente, e acima de tudo bastante eficiente se o “ajudarmos” e trabalharmos conjuntamente com ele.  Antes disso, vamos conhecer o interior, e a sua tal filosofia Japonesa que vos falei no início.

Um autêntico Cockpit. É isto que sentimos ao sentar no posto de condução do Lexus IS300h. O banco chega-se à frente, enquanto o volante vem ter connosco. O posto de condução é baixo e vamos muito bem sentados, graças a uns bancos confortáveis e perfeitamente alinhados, aqui, nada a apontar. Por outro lado, o excesso de botões mostra a primeira diferença face aos seus rivais Europeus que optam por ecrãs táteis e capacitativos. A Lexus opta antes por um joystick na consola central para controlar o ecrã de 10,5’’. Depois, à parte disto, existe um comando para cada função, o que não é errático, apenas diferente do que estamos habituados nos tempos que correm.

A qualidade, quer dos materiais, quer da montagem, é óptima e isso é visível em todos os pontos de toque, onde não sentimos outra coisa sem ser materiais suaves, com acabamentos cromados que oferecem um bom contraste e dão um toque de modernidade, enquanto o relógio analógico ao centro nos volta a relembrar que estamos ao volante de um automóvel premium. O espaço interior é aceitável, ressalvando apenas que no banco traseiro o túnel central é muito intrusivo, sendo apenas aconselhado a dois passageiros. A bagageira conta com a possibilidade de rebatimento, já que as baterias passaram para debaixo dos bancos, mas ainda assim, na sua disposição normal, conta com uns aceitáveis 450L de capacidade.

Outro ponto de destaque quando estamos ao volante, e a postos para arrancar, é toda a “coreografia” feita pelo painel de instrumentos totalmente digital. Este move-se conforme a informação que o condutor pretende ver, incluíndo mesmo o fluxo de energia deste híbrido. Sim, esqueça os diesel, o IS só está disponível em motorizações híbridas…

Portanto, debaixo do longo capot temos um motor 2.5 litros a gasolina que trabalha em conjunto com um motor elétrico. Juntos, produzem os 223cv de potência anunciada, um valor elevado mas que não assustará em termos de consumos, assim promete a marca. Este propulsor está conectado a uma caixa de variação contínua (CVT), o que nem é preciso dizer que trairá um pouco a diversão na condução, mesmo que a marca tenha colocado umas patilhas de seleção de forma a simular passagens de caixa verdadeiras. Sim, funciona, mas não na perfeição.

Ou seja, a caixa nem seria um problema, mas o chassis do Lexus IS300h é tão certo e tão “colado ao chão” que temos pena de não o conseguirmos explorar mais. Contudo, o isolamento acústico está num nível muito alto, portanto não se ouve um gritar excessivo do motor (problema recorrente em propostas que usem este tipo de transmissão), mesmo em acelerações mais fortes ou em manobras de ultrapassagem. E aqui o Lexus não se mostra envergonhado, não tem é o impulso a que estamos habituados, muito graças à suavidade deste modelo em ganhar velocidade, o que também é notório quando visto ao cronómetro, com o IS300h a chegar dos 0 aos 100km/h em 8,2s.

Como dissemos, o comportamento em curva é benigno, com a frente a exibir maior leveza devido à arquitetura de tração traseira. De realçar também o desempenho dos travões, com uma mordida forte e de bom tato. Fora isso, em condução normal, o motor consegue circular facilmente em modo totalmente elétrico, em alguns casos até mesmo acima dos 100km/h caso exista um “pé leve”. Em cidade, esse modo EV pode mesmo ser selecionado, mas muitas das vezes o IS300h acaba por utilizá-lo regularmente de forma a baixar os consumos, o que ajuda imenso na média, já que essa fica na casa dos seis litros de gasolina por cada cem quilómetros percorridos, o que é muito bom para um automóvel que efetivamente é a gasolina e que tem mais de 220cv…

Quanto a equipamento, na versão F-Sport, o IS300h já se encontra bastante recheado. No exterior é logo notória a presença das bonitas jantes antracite de 18” e dos faróis com tecnologia LED, que contam ainda com acendimento automático das luzes de máximos. Ainda na dianteira podemos ver o radar que nos dá a hipótese de contar com o cruise-control adaptativo e leitor de sinais de trânsito. Os bancos em pele também são de série e contam com ajuste elétrico bem como o aquecimento e arrefecimento, o sistema de navegação está disposto no tal grande ecrã a cores central que falámos acima, enquanto o ar fresquinho (ou quentinho) é possível graças ao ar condicionado bi-zona automático.

De maneira a finalizar, o Lexus IS300h é para um cliente diferente. Para alguém que, por exemplo, na escolha de um relógio prefere um Seiko a uma outra proposta de uma marca da moda, é para as pessoas que preferem a função e que gostam das coisas bem feitas. Resumindo, é diferente, a filosofia híbrida da marca é a melhor do mercado e a caixa CVT embora requeira alguma habituação, em condução normal passa despercebida. A desportividade está bem presente, com um exterior agressivo e um chassis muito bem afinado. Uma perfeita conexão entre desportividade e a eficiência…

Lexus IS300h F Sport+

Especificações:

Potência – 223cv
Binário – 221Nm às 4200~5400rpm
Consumo Combinado Anunciado – 4,6L/100km
Consumo Combinado Medido – 6,1L/100km
Aceleração 0-100km/h (oficial): 8,4s
Velocidade máxima (oficial): 200km/h

Preços:
Lexus IS300h desde: 43.699€
Preço final da viatura ensaiada: 58.680€

Lexus IS300h
16.1 Pontos
O que gostámos mais:
- Qualidade de construção; - Conforto; - Dinâmica;
O que gostámos menos:
- Grande túnel de transmissão; - Caixa CVT tira um pouco de emoção; - Preço
Resumindo e concluíndo:
O Lexus é um espelho dos Japoneses. Diferente. Focado no objectivo, de ser o melhor e acima de tudo eficiente. O Lexus IS300h é uma excelente escolha para quer não quer ficar refém do diesel e procura uma alternativa bem parecida.
Motorização15
Perfomances15.5
Comportamento17
Consumos18
Interior16
Habitabilidade14.5
Materiais/Qualidade de construção18.5
Equipamento de Série15.5
Value for Money15

“A pontuação acima é totalmente da nossa opinião. Esta, tem a ver com o modelo e versão ensaiadas, tendo em conta o segmento onde a mesma se insere.”

Legenda da pontuação:
0-5: Mau;
5-10: Satisfaz Pouco;
10-15: Razoável;
15-17: Bom;
17-19: Muito Bom;
19-20: Excelente;

Rodrigo Hernandez Fundador e Director Editorial, criou o MotorO2 em 2012 devido a uma tremenda vontade de escrever acerca da sua grande paixão: os automóveis! Paixão essa que existe mesmo antes de falar, já que a sua primeira palavra foi a de uma conhecida marca de automóveis. Sim, a sério!

Deixar uma resposta