Início Ensaios Hyundai Kauai Electric

Hyundai Kauai Electric

Hyundai Kauai Electric
0
0

“Elétrico da moda”

Os automóveis elétricos são uma das mais importantes tendências da indústria automóvel, seja pelos benefícios fiscais e custos de utilização que cumprem, ou pelas vantagens sustentáveis que prometem. Esse interesse tem vindo a aumentar exponencialmente devido à sua evolução, que tem sido notória nos últimos anos.

Este modelo que temos aqui, pode ser um dos responsáveis pela “próxima vaga de elétricos”, já que é um passo em frente e ao qual chamei de “elétrico da moda”, já que para além de ser um elétrico, tem ainda a “sorte” de ter o formato crossover, que é o tipo de automóvel em maior evolução em qualquer mercado.

 

“O Kauai Electric junta, por isso, duas importantes tendências no mesmo automóvel: sustentabilidade elétrica, com o estilo de um crossover. Tem tudo para correr bem.”

 

Embora seja um pouco diferente do seu irmão a combustão, o Kauai Electric não desilude na vertente estética, o que alguns dos seus rivais não poderão dizer o mesmo.

Basicamente, essas mudanças tomaram lugar sobretudo na dianteira, onde a grelha de grandes dimensões para arrefecimento “desaparece”, e passa, nesse local, a existir uma superfície fechada da cor da carroçaria, onde se encontra também o bocal para o recarregamento da bateria. Na lateral podemos encontrar as exclusivas jantes de 16”, mais pequenas na sua dimensão comparadas com o Kauai a gasolina ou diesel, mas com um desenho aprimorado aerodinamicamente, envoltas em pneus de baixo atrito, tudo para uma superior eficiência energética.

A traseira pode enganar até os mais atentos, não fosse estar presente o nome ‘Electric’ no portão da bagageira, ou a ausência de tubo de escape. A possibilidade de personalização continua bem presente, com o Kauai Electric a poder contar com sete cores diferentes, que podem contar com o tejadilho em cor de contraste, como no caso da unidade em ensaio.

 

“Sem perder a irreverência exterior, o Hyundai Kauai Electric recebe também diferenças no seu interior.”

 

Essas diferenças aconteceram tanto no painel de instrumentos, que é agora digital e personalizável dependendo da escolha do modo de condução, como na consola central que, ao “livrar-se” da manete das mudanças, consegue ser mais elevada e contar com um arranjo diferente, que lhe permite oferecer maiores espaços de arrumação.

De resto, o interior conta com os mesmos materiais, que embora sejam rijos ao toque, à vista cumprem e “ao ouvido” também, já que não encontramos qualquer ruído parasita, nem mesmo nos piores pisos. Se isso já é importante num automóvel a combustão, num movido a eletricidade é ainda mais, e a Hyundai não descartou isso, dotando o Kauai Electric de um excelente isolamento acústico do “mundo exterior”.

Quanto ao espaço, não há mudanças, continuando a ser confortável e apresentando as mesmas quotas do modelo “normal”, conseguindo alojar sem problemas cinco passageiros, com a bagageira a apresentar praticamente a mesma capacidade (-29L). Isto foi conseguido de forma engenhosa, e seguindo uma das marcas líderes, visto que as baterias são colocadas debaixo do piso. Sabem porque é que isto foi possível?

Porque o Kauai foi um projeto que, desde o início, teve em mente ser uma proposta elétrica, para além do gasolina e diesel, o que o torna também numa sugestão única no mercado dos pequenos crossovers.

 

“Mudou apenas o que precisava. Ser elétrico não é sinónimo de ser estranho…”

 

O que mais gostámos no Kauai Electric foi isso mesmo, ser normal onde pode ser isso. Sabemos que um automóvel elétrico tem que ter as suas diferenças, mas não é “obrigatório” que seja um chamariz de mau gosto, mas o que importa agora saber é se isso continua no capítulo da condução.

O Kauai Electric conta com uma bateria de 64kWh, o que lhe permite apresentar uma autonomia anunciada de 482km, já com a nova (e real) norma WLTP, um forte salto face aos seus rivais diretos. O motor elétrico apresenta uma potência que se eleva acima dos 200cv, com um binário de 395Nm a estar sempre presente. Graças a esses números, o arranque dos 0-100km/h demora menos de 8s, e as recuperações tão (ou mais rápidas) que o desportivo da gama, o Hyundai i30N. A velocidade máxima está limitada, porque temos de nos lembrar: este carro é para poupar!

 

“O Hyundai i30N é um dos nossos hot-hatch preferidos, mas não sei se em recuperação a baixa velocidade é mais rápido que este Kauai “a pilhas”…”


Na prática, o Kauai Electric é muito prazeroso de se conduzir, é calmo, suave e silencioso. Óbvio que se nota mais o peso do conjunto, sempre são mais 367kg de peso! Praticamente o peso de dois Leões Marinhos, os quais pretendemos “salvar” ao usar um elétrico.

Esse aumento é notório em curva, com a entrada a “alargar” quando queremos entrar rápido demais, mas não apresentando reações anormais. O tato do pedal, como é normal, não é tão progressivo devido à regeneração, que a Hyundai optou por usar através das patilhas montadas atrás do volante, um seletor da força da regeneração (vai de 0 a 3) que se adapta ao nosso estilo de condução, e onde estamos a conduzir.

A resposta do motor é pronta, mas não nos deixa “pendurados”, já que sem muitos cuidados conseguimos aproximar-nos do que a marca anuncia (15,2kWh/100km), um valor que com mais cuidado conseguiríamos mesmo atingir e assim conseguir a boa autonomia. Quanto a carregamentos, se o fizer com uma tomada normal como as que temos em casa, é uma tarefa para demorar umas ‘estratosféricas’ 31 horas (230V). Não é culpa do Kauai, já que este modelo pode mesmo abastecer com corrente DC, o que lhe permite carregar 80% da bateria em menos de uma hora. Com uma Wallbox, o Kauai demora cerca de 9 horas a carregar, o equivalente a uma noite de sono. Ou seja, pode fazer um Lisboa-Coimbra-Lisboa, com uma carga sem preocupações, e depois durante a noite voltar a “encher” a bateria e poder fazer o mesmo no dia seguinte.

Quanto ao preço, achamos justo os 43.550€ que a marca pede. Achamos justo pelo que o Kauai Electric oferece, com uma autonomia a chegar aos níveis das marcas premium neste campo, por menos de metade do preço. Para além disso, não apresenta concessões no espaço, ou equipamento, ao mesmo tempo que se apresenta como o “Kauai mais rápido de todos”. Isso deve valer alguma coisa, não?

 

“Queres na mesma um Kauai, mas a gasolina e com andamento rápido?”
Então, o 1.6 T-GDi de 177cv e tração integral é a “tua cara”!

Hyundai Kauai EV 4X2 Premium 64kWh

Especificações:
Potência– 204cv
Binário – 395Nm
Aceleração do  0-100 (oficial): 7,6s
Velocidade Máxima (oficial): 167km/h
Autonomia anunciada – 482km
Autonomia conseguida – 410km

Preços:
Versão ensaiada: 43.350€


Carrega nas fotos e vê este Hyundai Kauai Electric em detalhe:

Rodrigo Hernandez Fundador e Director Editorial, criou o MotorO2 em 2012 devido a uma tremenda vontade de escrever acerca da sua grande paixão: os automóveis! Paixão essa que existe mesmo antes de falar, já que a sua primeira palavra foi a de uma conhecida marca de automóveis. Sim, a sério!