Início Ensaios Ford Fiesta ST Line 1.0 EcoBoost 140

Ford Fiesta ST Line 1.0 EcoBoost 140

Ford Fiesta ST Line 1.0 EcoBoost 140
0
0

“Vermelho de corrida”

Esta é o nome da cor deste Ford Fiesta, que não é um desportivo, mas quase podia ser.
Quase porque, nesta variante ST Line, conta com uma imagem bem perto do Fiesta mais desportivo, o ST, mas também graças ao seu andamento que é “quase-desportivo”, devido ao impressionante motor 1.0 EcoBoost de 140cv, que lhe garante prestações que surpreendem para um motor de tão baixa cilindrada. Mas este Fiesta, tem mais trunfos…

O modelo da Ford chega agora à 7ª geração, após mais de 40 anos de história e 16 milhões de unidades vendidas. Um verdadeiro sucesso, com argumentos renovados e mais personalizável do que nunca.

Para quem não sabe, o Fiesta pode assumir várias “filosofias”, e esta era a mais dinâmica, a ST Line, que lhe garante linhas mais acutilantes, assim como existe o Vignale para quem gosta mais de requinte, ou o Active para quem aprecia uma vida mais radical e aventureira. Qualquer um destes níveis, ou equipamentos, não mudam as performances, mas a verdade é que os “olhos também comem” e isso ajuda, e bem, aqui com este Fiesta ST Line.

O seu ar continua de família, e não foi feita uma revolução da anterior geração, mas sim uma evolução, e ainda bem. A dianteira continua a ser baixa a bastante expressiva, com a grelha hexagonal e os faróis longos e rasgados a ocuparem o destaque. O para-choques mais baixo e com maiores entradas de ar é exclusivo deste ST Line. Na variante de 3 portas (5 portas também estão disponíveis) o estilo sai beneficiado, com uma lateral bem dinâmica, graças a um tejadilho descente, uma linha de cintura elevada e muitos vincos dinâmicos, que com a ajuda das saias laterias e das bonitas jantes de 17’’ lhe dão um ímpeto extra.

A traseira “deixa cair” os farolins verticais, para optar agora por uns mais sóbrios montados de forma horizontal. A boa noticia é que também não lhe tiram pontos ao estilo. Nesta versão ST Line, o para-choques também é especial e inclui uma ponteira de escape cromada, e como opcional (150€) podemos optar ainda por este spoiler, que aconselhamos, uma vez que lhe dá “nota extra” no capítulo do estilo.

O interior continua com essa desportividade, com detalhes em vermelho, assim como comandos exclusivos, como é o caso da pedaleira em alumínio, volante com fundo plano em pele perfurada ou bancos mais envolventes, num interior que foi modernizado, e é agora bem mais ergonómico, com um superior cuidado com a montagem e com os materiais. Como o exterior cresceu, o espaço interior, por sua vez, também. Existe mais espaço em largura e comprimento, mais notório para os passageiros traseiros. Claro que a variante de cinco portas é mais prática, mas para um três portas consegue ter a sua vertente “familiar”. A bagageira sobe agora para os 303L, mais 13L que a geração anterior.

No interior, destaque ainda para a componente tecnológica, com a integração do SYNC 3, mais completo e fácil de utilizar, que conta com os já “obrigatórios” sistemas Apple CarPlay e Android Auto, bem como um sistema de som, opcional, Bowers e Wilkins. O B&O Play conta com 10 altifalantes, onde se inclui um subwoofer montado na mala, assim como um altifalante central de médias frequências. Todo este sistema de 625W de potência foi testado exaustivamente, e para nós, é o vencedor no segmento B.

No equipamento pode ainda ser encontrado o sistema de leitura de sinais, cruise-control adaptativo, deteção de peões e até o alerta de ângulo morto. Portanto, o Fiesta evoluiu bem em termos de tecnologia e segurança. Vamos passar ao ponto mais forte da anterior geração, a dinâmica.

E bastam apenas meia dúzia de curvas para perceber que esse seu ponto-forte continua bem presente, com um chassis que dá um bom feeling ao condutor, facto que é incrementado graças à sua direção direta e com um bom peso. Esta geração viu ainda a sua suspensão melhorada, bem como a rigidez torsional que foi aumentada em 15%, devido a diferentes técnicas de construção, mas também graças ao aumento das vias.

Esse bom pisar, e diversão de condução, são ainda ajudados por um dos melhores motores “mil” da atualidade, senão mesmo o melhor. O 1.0 EcoBoost de 140cv consegue prestações de um “quase-desportivo”, como podemos ver na ficha técnica. Bastam apenas 9,0s para chegar aos 100km/h, atingindo uma velocidade máxima que ascende aos 202km/h, algo que até há alguns anos era completamente impensável para um automóvel equipado com um 1.0. Este motor tem ainda a vantagem de estar equipado com uma bem escalonada transmissão de seis velocidades, que lhe permite explorar muito bem a ampla faixa de rotação disponível, assim como, ao mesmo tempo, gerir os consumos da melhor forma.

As surpresas vêm aos pares, ou seja, os consumos pouco ultrapassam os seis litros por cada cem quilómetros percorridos, e o preço final desta unidade fica abaixo dos 20 mil euros, o que é impressionante, tendo em conta a boa performance deste modelo, tal como o seu equipamento bastante vasto. Portanto, o Ford Fiesta continua a garantir uma boa dose de diversão ao volante, ao mesmo tempo que oferece um superior espaço a bordo, melhor qualidade e tecnologia. A versão ST Line é uma excelente opção para quem pretende uma “veia desportiva”, sem impacto na economia.

Ford Fiesta 1.0 EcoBoost 140cv ST-Line 

Especificações:
Potência – 140cv
Binário – 180Nm às 1500 ~5000rpm (210Nm com Overboost)
Aceleração dos 0-100 (oficial): 9,0s
Velocidade Máxima (oficial): 202km/h
Consumo Combinado Anunciado (Medido) – 4,5l/100km (6,2l/100km)

Preços:
Ford Fiesta desde: 16.515€
Preço da unidade ensaiada: 19.773€*
Preço inclui campanha em vigor. Para mais informações contacte um concessionário oficial Ford.

Carrega nas fotos e vê este Ford Fiesta ST Line em detalhe:

Rodrigo Hernandez Fundador e Director Editorial, criou o MotorO2 em 2012 devido a uma tremenda vontade de escrever acerca da sua grande paixão: os automóveis! Paixão essa que existe mesmo antes de falar, já que a sua primeira palavra foi a de uma conhecida marca de automóveis. Sim, a sério!