Início Notícias Grupo Daimler com futuro eléctrico

Grupo Daimler com futuro eléctrico

Grupo Daimler com futuro eléctrico
0
0

“O futuro está ao virar da década”

Em direcção a uma condução mais “verde” e sem emissões, a Daimler continua a sua estratégia de três sistemas alternativos que envolve veículos elétricos, modelos híbridos e motores de combustão interna.

Nesse sentido, a o grupo adotou uma abordagem abrangente para a eletrificação dos seus automóveis com o desígnio da nova marca – EQ. Além do desenvolvimento de uma família modular de veículos, será igualmente lançado um “ecossistema” abrangente que inclui a infraestrutura de carregamento necessária. No que diz respeito ao futuro da mobilidade, esta baseia-se em diferentes tecnologias que continuarão a ser implementadas ao longo do tempo.

Em 2007, o smart fortwo electric drive permitiu à Daimler tornar-se o primeiro fabricante a oferecer um veículo elétrico produzido em série. Atualmente, a quarta geração do smart electric drive faz com que a entrada no mundo da mobilidade elétrica seja mais acessível e apelativa. Depois de apresentar o smart fortwo coupé e o smart forfour, o smart fortwo cabrio celebrou a sua estreia no verão de 2017.

Atualmente, a smart planeia ser a primeira marca de automóveis a abandonar os motores de combustão interna para equipar exclusivamente motores elétricos nos seus veículos. Para isso, de 2020 em diante, a empresa planeia comercializar na Europa e nos EUA modelos smart equipados exclusivamente com motor elétrico.

O estudo de design “smart vision EQ fortwo”, apresentado no Salão de Frankfurt, permite prever o que será o futuro. Este estudo ilustra uma nova solução para o transporte público local individual, altamente flexível e eficiente.

A Mercedes-Benz persegue uma abordagem global na eletrificação das suas cadeias cinemáticas. A marca EQ pretende tornar-se num ecossistema integral, que juntamente com a própria família de veículos elétricos, também inclui uma oferta abrangente de serviços de apoio à mobilidade elétrica.

O desenvolvimento de uma arquitetura para vários modelos de veículos elétricos é também uma etapa importante do processo de transformação da marca. A partir de 2019 na fábrica de Bremen da Mercedes-Benz, está previsto o início da produção em série do primeiro modelo da nova marca EQ, o modelo EQC.

Com o Concept EQA, apresentado no Salão de Frankfurt, a Mercedes-Benz demonstrou como a estratégia EQ pode ser traduzida num veículo de segmento compacto. Equipado com um motor elétrico no eixo dianteiro e outro no eixo traseiro, este veículo elétrico produz uma potência superior a 200 kW. As características de transmissão do sistema de tração integral podem ser alteradas através da variação da distribuição de binário do eixo dianteiro para o eixo traseiro. O Concept EQA indica qual o programa de condução selecionado numa exclusiva grelha de radiador virtual.

Com o GLC F-CELL, a Daimler também envia um sinal claro relativamente ao futuro da tecnologia de células de combustível. Este veículo elétrico alimentado por células de combustível utiliza uma bateria de iões de lítio como fonte de energia adicional. Esta poderá ser carregada externamente através da tecnologia PLUG-IN. Com esta interligação inteligente, as duas fontes de energia alimentam o motor elétrico e oferecem uma condução sem emissões. Estes veículos elétricos, práticos para a utilização no dia-a-dia, apresentam outras vantagens como a autonomia, o recarregamento rápido e uma potência de 147 kW (200 CV).

No futuro, também estarão disponíveis em todos os segmentos: o FUSO eCanter para o serviço de distribuição urbana na Europa, na Ásia e na América, e o camião elétrico Mercedes-Benz para o serviço de distribuição de longo curso. Nos EUA, a Daimler Trucks North America está a desenvolver um Freightliner e um Cascadia elétrico para o serviço de distribuição de longo curso. Em 2018 será iniciada a produção em série do primeiro autocarro urbano elétrico.

A Mercedes-Benz Vans está igualmente a desenvolver modelos comerciais ligeiros como o Vito e o Sprinter totalmente elétricos. A empresa de logística Hermes já foi confirmada como a sua primeira parceira. É caso para dizer: Que revolução que ai vem!

E tu? Eras capaz de comprar um automóvel eléctrico? Diz-nos no nosso facebook

Rodrigo Hernandez Fundador e Director Editorial, criou o MotorO2 em 2012 devido a uma tremenda vontade de escrever acerca da sua grande paixão: os automóveis! Paixão essa que existe mesmo antes de falar, já que a sua primeira palavra foi a de uma conhecida marca de automóveis. Sim, a sério!