Início Notícias Conhece os pormenores do novo Kia e-Niro

Conhece os pormenores do novo Kia e-Niro

Conhece os pormenores do novo Kia e-Niro
0
0

“O eléctrico lógico”

A Kia divulgou hoje que o seu novo e-Niro vai oferecer uma autonomia de até 485 km com um só carregamento, de acordo com a homologação WLTP. Este primeiro crossover totalmente elétrico da Kia será revelado, na sua versão para a Europa, no Salão Automóvel de Paris 2018, estando o início das vendas previsto para os últimos meses do ano.

A homologação europeia do ciclo combinado WLTP certificou a autonomia de 485 km do e-Niro quando equipado com bateria de polímero de lítio de alta capacidade, de 64 kWh. No ciclo de ensaios “urbano” WLTP, o e-Niro revelou-se capaz de cumprir uma distância de até 615 km, mais do que muitos automóveis a gasolina. Com o veículo ligado a um carregador rápido de 100 kW, a bateria de 64 kWh leva menos de uma hora para recarregar a 80%. O conjunto de baterias de 39,2 kWh, fornecido de série, também foi avaliado, oferecendo aos condutores até 312 km de zero emissões após carga completa (ciclo combinado WLTP).

O novo e-Niro, recorde-se, vem juntar-se às versões Hybrid e Plug-in Hybrid, responsáveis por vendas de 200 000 unidades desde o seu lançamento, em 2016. Da carreira comercial do Niro em todo o mundo destaca-se o facto de a Europa ser responsável pela venda de mais de 65 000 unidades.


Lê o nosso ensaio ao “normal” Kia Niro


Quando equipado com o conjunto de baterias de maior autonomia, de 64 kWh, o e-Niro conta com um motor elétrico de 150 kW (204 cv), que produz 395 Nm de binário e permite acelerar dos 0 aos 100 km/h em apenas 7,8 segundos. O conjunto de baterias de série, de 39,2 kWh, é acompanhado por um motor elétrico de 100 kW (136 cv), que produz os mesmos 395 Nm de binário, embora com uma aceleração dos 0 aos 100 km/h de 9,8 segundos.

O e-Niro usufruirá da garantia de 7 anos ou 150 000 km.Esta garantia abrange também o conjunto de baterias e o motor elétrico.

Rodrigo Hernandez Fundador e Director Editorial, criou o MotorO2 em 2012 devido a uma tremenda vontade de escrever acerca da sua grande paixão: os automóveis! Paixão essa que existe mesmo antes de falar, já que a sua primeira palavra foi a de uma conhecida marca de automóveis. Sim, a sério!