Início Notícias Como seria o Peugeot 208 GTi, se viesse a existir?

Como seria o Peugeot 208 GTi, se viesse a existir?

Como seria o Peugeot 208 GTi, se viesse a existir?
0
0

“Será que vamos ter o prazer de um GTi?”

O Peugeot 208 já agora conhecido por todos, e obviamente destaca-se pela sua imagem arrebatadora face à geração anterior.

As primeiras encomendas, espera-se, que deverão começar a poder ser feitas durante as próximas semanas. As versões deverão ser as mesmas do resto da gama: Access, Active, Allure, GT Line e GT. A versão elétrica é e-208 é a grande novidade, as primeiras versões devem chegar durante o mês de novembro, enquanto o elétrico chegará logo depois, ainda durante 2019.

O que ainda não é sabido é se irá existe uma versão GTi, por isso, o designer X-Tomi aproveitou e criou a sua visão do que poderia ser o hot-hatch do utilitário francês.

Destaca-se pela sua imagem mais agressiva, tal como na geração anterior, que contava com o motor 1.6 e-THP de 200cv inicialmente, e depois 208cv após o restyling, bem como uma versão mais “picante”, Peugeot Sport, que contava com elementos exclusivos. A aceleração demorava 0 aos 100km/h em apenas 6,5s.

Este novo modelo, poderá contar com um motor de cilindrada mais baixa, tal como o mais recente Fiesta ST, conectado a uma transmissão manual. Mas nada é concreto, porque também existe a hipótese de o 208 GTi ser auxiliado por um motor elétrico, aumentando ainda mais a potência.

Contudo, se vir a existir, o Peugeot 208 GTi, ainda deverá demorar mais de um ano a chegar aos salões e aos concessionários.

Uma coisa é certa: Esquecem uma versão de três portas…

Rodrigo Hernandez Fundador e Director Editorial, criou o MotorO2 em 2012 devido a uma tremenda vontade de escrever acerca da sua grande paixão: os automóveis! Paixão essa que existe mesmo antes de falar, já que a sua primeira palavra foi a de uma conhecida marca de automóveis. Sim, a sério!