Início Notícias Apresentação: Peugeot 208 quer ser o “Rei dos Utilitários”

Apresentação: Peugeot 208 quer ser o “Rei dos Utilitários”

Apresentação: Peugeot 208 quer ser o “Rei dos Utilitários”
0
0

“Quer o lugar mais alto do pódio”

Se o tapássemos, seria muito parecido. O novo Peugeot 208 é apenas 4cm mais longo, mas tanto mudou que este utilitário da Peugeot prepara-se para tomar de assalto o primeiro lugar do segmento B, oferecendo para além de uma imagem mais dinâmica e musculada inspirada nos últimos modelos da marca, uma proposta tecnológica e completa no que toca a motorizações.

O novo Peugeot 208 deixa “cair” a variante 3 portas, passando a estar disponível apenas na variante de cinco portas, tendo por base a nova plataforma CMP, a que também serve de base para o novo DS3 Crossback, sendo mais leve, e por isso mais eficiente. O novo 208 estará disponível com motores gasolina (1.2 PureTech com e sem turbo, entre os 75 e 130cv), diesel (com o 1.5 BlueHDi de 100cv) e um exclusivo elétrico de 136cv, que promete 350km de autonomia, já com norma WLTP, e um carregamento rápido (80% em apenas 30 minutos num carregador rápido de 100kW).

“Debaixo da pele”, há poucas diferenças entre a versão elétrica e o 208 de combustão, já que as baterias são, em parte, montadas no local do deposito de combustível até debaixo dos bancos dianteiros, não beliscando o espaço interior. No exterior, são também poucas as diferenças encontradas. Apenas alguns símbolos exclusivos da versão EV, a grelha dianteira mais “fechada” e jantes com uma superior preocupação aerodinâmica. Isto porque a Peugeot pretende alargar os elétricos e plug-in a toda a gama, e isso deve surgir de forma natural.

As versões são praticamente idênticas às disponíveis atualmente: Active, Allure, GT-Line, com a novidade a ir para o GT, disponível apenas para a variante elétrica. Esteticamente as duas ultimas são identificadas pelos arcos das rodas em preto brilhante, de forma a dar uma imagem mais desportiva ao modelo, e na versão GT, com uma função prática, já que no e-208, a via dianteira é 12mm mais larga.

No interior, o 208 segue a filosofia i-cockpit, no modelo que a estreou na sua primeira geração. Agora, profundamente renovado, com melhores materiais e inspirado nos 3008/5008 e 508, o Peugeot 208 passa a contar com equipamentos exclusivos neste segmento, como uma camara de visão noturna em opção. O painel de instrumentos é inovador, apresentando as informações em dois níveis de leitura, através de uma projeção ao estilo de holograma…

Existe ainda um outro ecrã central multimédia, que pode assumir diferentes dimensões, 5,7 ou 10 polegadas, dependendo do nível de equipamento ou opcionais.

O interior promete ser também mais espaçoso do que a geração que se prepara para “sair de cena”, assim como a bagageira. Mas isso, só podemos descobrir num primeiro contacto. Até chegar a Portugal, temos esperar até perto do Outono, altura que o novo Peugeot 208 começará a ser comercializado, tendo a sua primeira aparição pública no salão de Genebra, já na próxima semana.

 

Rodrigo Hernandez Fundador e Director Editorial, criou o MotorO2 em 2012 devido a uma tremenda vontade de escrever acerca da sua grande paixão: os automóveis! Paixão essa que existe mesmo antes de falar, já que a sua primeira palavra foi a de uma conhecida marca de automóveis. Sim, a sério!