Início Notícias Alpine acelera o desenvolvimento desportivo

Alpine acelera o desenvolvimento desportivo

Alpine acelera o desenvolvimento desportivo
0
0

“Voltar a casa”

A Alpine tem um passado muito forte ligado à competição, agora anuncia que vai “acelerar” essa sua faceta no presente, e em várias frentes.

Na resistência, a ligação com a Signatech é para continuar, que serviu também como rampa de lançamento para a marca, muito devido aos dois títulos ganhos no European Le Mans Series (2013 e 2014), assim como o campeonato do Mundo de resistência, FIA WEC em 2016!

Nas 24h de Le Mans foram também “donos” do lugar mais alto por duas vezes, em 2016 e 2018.

Este ano, a equipa está bem encaminhada para voltar a vencer no campeonato do mundo, garantindo desde já que irá continuar o seu envolvimento com a Signatech para a próxima temporada, que terá início em Setembro, nas 4 horas de Silverstone.

Mas, a Alpine agora é novamente uma construtora, por isso, a melhor maneira de promover um automóvel é na pista. Para isso surgiu o Troféu Alpine Elf Europa Cup, que teve a sua primeira temporada no ano passado, e que juntou mais de 20 automoveis em variados traçados europeus, o Alpine A110 GT4 também pode ser comprado por equipas privadas ou pilotos para participar em campeonatos de GT, em qualquer parte do mundo.

Escreveu a sua historia também nos pisos menos aderentes, por isso, a Alpine vai voltar aos Ralis, com a ajuda da Signatech, a mesma que a ajuda na resistência.

Derivado do A110 Cup, a versão de duas rodas motrizes terá cerca de 300cv, e irá destinar-se principalmente às provas de asfalto (onde será mais competitivo) para pilotos e co-pilotos que procurem um modelo de grande desempenho, fácil adaptação e uma imagem forte. A homologação e definição da respetiva categoria estão em processo de discussão com a FFSA e a FIA.

Os primeiros exemplares deste novo Alpine A110 Rallye poderão ser encomendados no segundo semestre de 2019, e serão entregues aos seus clientes até ao final do ano.

Rodrigo Hernandez Fundador e Director Editorial, criou o MotorO2 em 2012 devido a uma tremenda vontade de escrever acerca da sua grande paixão: os automóveis! Paixão essa que existe mesmo antes de falar, já que a sua primeira palavra foi a de uma conhecida marca de automóveis. Sim, a sério!